domingo, setembro 24, 2006

Adenda ao postal prévio

A pedido de várias famílias, emano a seguinte adenda ao postal anterior:
É provável que dentro em breve aqui seja publicada uma entrevista do Dr. Destouches de 1958. Fica o suspense.
Quaisquer outras propostas, reptos ou sugestões desonestas que os estimados leitores me queiram fazer, serão, como devem calcular, bem vindas. Por PDF, sff.

Acrescento ainda que ando a fuçar na correspondência do nosso amigo. Movido das piores intenções, assinale-se.

Também tenho ali o "Bagatelles". Para um dia destes. Iconoclastia oblige.

Entendamos tudo isto como a minha "Viagem ao princípio da Alvorada".

Mas nada de confusões: a coragem, se a há, nunca é um mérito: é um dever. Tal qual este meu kung-fu não é, de modo algum, uma zaragata ideológica, mas essencialmente uma batalha visceral -e fatalmente quixotesca - contra aquilo que considero o real cancro do nosso tempo: a mediocridade infestante.

7 comentários:

josé disse...

Esse Alberto Nunes Sampaio também traduziu isto:

"Erik Satie, "Memória de um Amnésico", tradução de Alberto Nunes Sampaio, colecção memória do abismo #38, Hiena"

Procurei no Google pelo nome e saiu isto.
Fico com muita curiosidade. Nunca me tinha apercebido que havia assim bons tradutores.

Nonas disse...

Caro Dragão,
cumpra lá - e depressinha! - essa ameaça de publicar a entrevista de 1958!
Não gosto de suspense pois fico sempre em alto estado de ansiedade... cultural.
Ainda dizem que isto não provoca efeitos secundários...

Arrebenta disse...

O Dragão não tem, por acaso, interesse em fazer parte da equipa dos "BraganzaS"?...

F. Santos disse...

Caro Dragão, se puder ser útil posso disponibilizar-lhe, em pdf, os panfletos malditos. Agora se V. diz que não vale a pena enviar-lhe mails porque não os lê... ;-)
Um site altamente recomendável e manancial imenso de estudos célinianos é este:
http://louisferdinandceline.free.fr/

dragão disse...

caro Arrebenta,

Honra-me - certamente mais do que mereço - com tão distinto convite. Mas, do que tenho lido, o meu eventual contributo seria redundante: Vª Excª já desempenha a tarefa, com bem mais proficiência e brilhantismo do que eu seria alguma vez capaz.

Não quero, todavia, deixar de expressar aqui os sinceros votos dos melhores sucessos para um blogue que, à semelhança de poucos , pugna pela vertebralidade, neste paraíso de gastrópodes à beira-mar encalhado.

Arrebenta disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
josé disse...

Dragão:

Quando soube que o tradutor tinha sido Alberto Nunes Sampaio, apeteceu-me escrever: "Dr. Livinsgtone, i presume?"

Acabei agora mesmo de ouvir na RTP1, uma locutora a traduzir a palavra "prejuicios" ( da entrevista de Cavaco ao El Pais) por...prejuizos! Isso num contexto em que se dizia que Cavaco aconselhava p investimento dos portugueses em Espanha e que não deveriam ter os tais "prejuicios"...

Fantástico!