quinta-feira, setembro 21, 2006

O Novo Lobby Sacrossanto



Oba, o Parlamento Europeu também já tem um Lobby Santo!...
Intitula-se EFI (European Friends of Israel) e teve a sua gala inaugural esta semana.
Aposto que o nosso Vasco Graça Moura faz parte da "comissão instaladora". Agora é que ele vai ao Nobel!...
Ainda durante a gala, botou palavra Shlomo Gilboa, um tipo qualquer de Haifa, que declamou aquela poesia muito popular:
Eu acho que falou verdade, mas apenas na primeira parte. Quando disse que eles representavam aquilo que Israel sustentava. E o lobby, para quem tivesse dúvidas, é prova disso mesmo.
Porém, na minha ingenuidade anacrónica, invadiu-me uma perplexidade: então não era suposto, os ilustres parlamentários, representarem os eleitores dos respectivos países? Quando os elegemos, elegemo-los para defenderem os nossos interesses ou os interesses de Israel? Por falar nisso, quem é que os sufragou para formarem lobby? Auto-elegeram-se? Candidataram-se por sua alta recreação? Foram convidados?
Estão lá para fazer lobby por Portugal ou por um país estrangeiro?
Já sei, já sei: tudo isto é perfeitamente normal.

PS: Quanto às finalidades beneméritas do Lobby, será ainda necessário enunciá-las?

7 comentários:

ab disse...

Mais lobby menos lobby tanto dá.
Afinal de contas eles são tantos que, se lobbys fossem árvores, o mundo seria como a floresta amazónica antes da deflorestação.

"Quando os elegemos, elegemo-los para defenderem os nossos interesses ou os interesses de Israel?"

Básicamente elegemo-los para eles fazerem o que muito bem lhes apetece.
Já não dou para esse 'peditório' há uns anos.

"Auto-elegeram-se?"

Believe it or not, acontece com alguma frequência. :o)

"«Organizers hope the lobby will one day enjoy the influence that the American Israel Public Affairs Committee (AIPAC) has in Washington."

Aqui é que penso que os preclaros e ilustríssimos 'lobbistas' (presumo que 'pari' um neologismo) estão equivocados.
É bem possível que consigam fazer com que a Europa se torne um pouco mais, digamos, 'simpática' para com Israel.
Mas daí a presumir que se pode transformar a Europa numa espécie de EUA 2.0.?!
Isso é que me parece tarefa bem difícil.
A Europa, para o bem e para o mal, é uma realidade completamente distinta dos EUA.

Acoral disse...

Animais!!!!

kommando disse...

Aos poucos o câncer vai se alastrando e tomando conta do planeta.

A.H. disse...

Apesar do ab tentar banalizar o caso, penso que é muito mau que este lixo apareça! Essa corja de sacanas onde mete o dedo destroi tudo (é um facto histórico), afinal que interessam os gentios?
Já imaginaram daqui a alguns anos tropas europeias "enterradas até aos cabelos em guerras no médio oriente para proteger israel?

Mas não há dúvida que esta "democracia" não passa de um grande cancro!

O importante agora é saber quem faz parte dessa mafia!

Anónimo disse...

O que vale é que os Protocolos são 'falsos'. Tal é se fossem verdadeiros!!!

Anónimo disse...

onde para o Buiça!?

Anónimo disse...

O Buiça agora anda "undercover"...