quinta-feira, janeiro 03, 2008

Previsões do Saxo Bank para 2008

Previsões do Saxo Bank, na Dinamarca, para 2008:

- Petróleo a 175 USD/barril;

- Cereais ao dobro do preço actual;

- Colapso do mercado chinês na ordem dos 40%;

- Colapso do mercado americano na ordem dos 25%;

- Vitória de Ron Paul nas presidenciais americanas;

- Início do declínio da economia britânica.

Melhor mesmo, só no caso de haver um ataque tresloucado ao Irão. Nesse caso, a previsão do preço do barril de petróleo sobe para 250 USD.

Para quem está neste momento a interrogar-se das razões que terão levado os banqueiros dinamarqueses à ingestão metódica de LSD, convém talvez recordar que o catalizador alucinogéneo parece estar a gerar efeitos assombrosos: em 2007, a equipa de oráculos do Saxo Bank acertou a generalidade dos vaticínios.

1 comentário:

A.H. disse...

Já esteve mais longe de acontecer.
E pode não ser para 2008 mas de certeza que não tardará muito.

A parte do irão vai demorar mais tempo e só acontecerá já quando fôr "taco-a-taco", vão ver!

Muito mais ainda virá a seguir.
Graças a "deus"!

Por um lado é mau, por outro, vai ser maravilhosamente merecido quando a "farra" começar e rapidamente ficar sem controlo!


Entretanto por cá, os cornudos corruptos de avental e filhos da esporradela fortuita e indesejada que constituem o TC (trampa e cuspidela), mais conhecido nos mé(r)dia por tribunal constitucional, estão-se a preparar para ilegalizar as poucas vozes que ainda têm a coragem de denunciar o estrume em que isto se tornou.
Isto tudo planeado pela bosta mal cheirosa que manda neste país (de cobardes, idiotas, porcos, tóxico-dependentes do crédito, enrabados a arfar por mais, invejosos, cristãos que não dando a outra face ao mesmo tempo se fartam de dar o cú, pretolhos que vivem à conta e braileiros orgulhosos no seu brasiu e que fogem cada vez mais de lá) ao qual se deve antes chamar pretugal.

Estes pedaços de bosta que dão ares de humanos continuam a puxar a corda, mas um dia ela parte-se...


Quanto aos portugalhos, esses não perdem por esperar pela fome e miséria que aí vem! Depois irão (atrasados como sempre) votar nas alternativas inexistentes!