segunda-feira, janeiro 21, 2008

O Auto-Perdão do Presidente Bush

O estado da Civilização.

1 comentário:

leclercq disse...

Civilização?!

Mas qual Civilização?!

Eu já não vejo tal coisa em (quase) lado algum.

É ainda de notar que um dos actuais candidatos à Presidência parece que teve a ousadia (como se atreveu ele, o malandro) de sugerir que os EUA deveriam voltar ás posições* defendidas por presidentes como George Washington, James Madison, John Quincy Adams ou James Monroe.

*grosso-modo são posições que defendem o "isolacionismo" e que que os EUA não deveriam interferir nos assuntos de outros países.
É claro que houve muita malta que não deve ter gostado mesmo nada, pois...

A titulo de curiosidade aqui ficam algumas citações, para se ter uma noção das diferenças:

"The great rule of conduct for us in regard to foreign nations is — in extending our commercial relations — to have with them as little political connection as possible."

George Washington

"Of all enemies to public liberty, war is, perhaps, the most to be dreaded, because it comprises and develops the germ of every other.
War is the parent of armies; from these proceed debts and taxes;
and armies, and debts, and taxes are the known instruments for bringing the many under the domination of the few."

James Madison

Já William Seward, secretário de Estado de Abraham Lincoln, em resposta ao Imperador francês em 1963 (que instava os EUA a meter o nariz num conflito na Europa) declinava, defendendo o americano aquilo que ele denominava como "our policy of non-intervention —
straight, absolute, and peculiar as it may seem to other nations"

Pois é.
:o)