sábado, janeiro 12, 2008

Pink-pongue ou o Gayzismo Kosher




Tel Aviv planeia tornar-se a capital gay do planeta.


Não sei o que é que os santos rabis pensarão disto. Sobretudo aqueles que proclamam que Ihavé deu Israel aos judeus. E a Torah até diz que sim. Mas também lhes deu uma belas leis, onde reza e prescreve até, a páginas tantas do Levítico: "Não coabitarás sexualmente com um varão; é uma abominação".
Vão argumentar que isto só diz respeito aos judeus, não aos gentios? Que não há inconveniente nenhum em sacar umas massas aos abomináveis de toda a parte, desde que os judeus não se contaminem e se purifiquem depois devidamente?
Bem, lamento muito, mas o texto não é lá muito cooperante nem flexível nessa matéria. Logo adiante especifica, sem grande margem para dúvidas:
«Quanto a vós, cumprireis os meus decretos e os meus preceitos, e não cometereis nenhuma dessas abominações, quer o natural da terra, quer o estrangeiro residente no meio de vós. (...) Que esta terra não tenha que vomitar por a terdes tornado impura, como vomitou o povo que a habitava antes de vós.»

Mesmo assim, estão dispostos a arriscar a sorte? Aquele dinheirinho todo é irresístivel, fora as potencialidades lobbyescas?... Vão contratar uma daquelas firmas de advogados de Nova Iorque, muito espertos e rinofóricos, para endrominar o Senhor?...
Seja. Resta-me então recordar-vos aquele belo capítulo do Deuterónimo - as "Maldições":
«Mas se não escutares a voz do Senhor, teu Deus, guardando e cumprindo todos os seus mandamentos e preceitos que hoje te prescrevo, cairão sobre ti todas estas maldições e ficarão contigo. Serás amaldiçoado na cidade e amaldiçoiado nos campos. Maldito o teu cabaz e a tua arca. Maldito o fruto das tuas entranhas, o fruto da tua terra, a cria dos teus bois e os filhotes das tuas ovelhas. Maldito serás quando entrares e maldito quando saíres.
O Senhor mandará a maldição, a desgraça e a ruína para tudo aquilo a que lançares a mão, até que sejas aniquilado e destruído sem demora, por causa dos teus delitos, por O teres abandonado. O Senhor te enviará a peste até te fazer desaparecer da terra, onde vais entrar para dela tomar posse. O Senhor atingir-te-á com tísica, febre, inflamação, delírio, secura, ardência e palidez, que te perseguirão até sucumbires.» (Deuterónimo, 28, 15-22)
Enfim, caros génios congénitos, são duas páginas inteiras de tratamento especial, que fazem parecer o III Reich uma brincadeira de crianças. Eu, digo já, se fosse comigo, não arriscava. Ser "oprimido e maltratado todos os dias", já me basta esta corja bruxelosa que nos (des)governa; dispenso bem, e para cúmulo, os zelos legais do Senhor. Até porque a prova de que, diante deste receituário inquietante, estamos perante a mais pura das verdades, surge logo a seguir, quando se garante:
«e serás escarnecido por todos os reinos da Terra» (Idem, 28, 25).

Vêem?!... Sereis escarnecidos. Eu já comecei.
Com profecias não se brinca.

PS: Porém, quando «muitos rabis progressistas abraçam activamente relações gay e admitem gays nos Seminários Rabínicos,» é caso para dizer: enquanto for só o meu escárnio e dos reinos da terra...

13 comentários:

zedeportugal disse...

Se eu conheço um bocadinho os israelitas, isto não se vai passar, mesmo. Como por cá, há uns espertos com cargos que acham que podem fazer tudo o que lhes dá na gana. Mas lá, o povo pensa, reage (às vezes com muita violência) e insurge-se. Por cá é que são os "brandos costumes". Ainda assim, a coisa por cá já está a mudar:
http://umjardimnodeserto.nireblog.com/
post/2008/01/12/o-aeroporto-em-alcochete

A.H. disse...

Os judeus na sua história viveram sempre da decadência e da exploração de grandes "qualidades" cada vez mais "portuguesas" como o roubo, a depravação, a inveja, o egoismo e a mentira. Agora junta-se a paneleiragem (a forma de depravação que está mais na moda). Desenganem-se no entanto se pensam que se conseguem manter à margem da merda que semeiam. Aliás, semelhante sucesso histórico só é possível para quem se entranha bem na coisa, doutra forma não a consegueria desenvolver de forma tão apurada e eficiente!

Quando todo o mundo estiver judaizado, teremos a pocilga global e lutarão uns contra os outros até o extermínio total.
Amen!

O judaismo/semitismo, ao contrário do que disse um rab(in)eta, não é eterno, é apenas uma parasitose que se não for tratada nos levará a todos ao etermínio. Aqui só há uma vantagem, é que o parasita também desaparece!

...

O ataque ao controlo da europa federalista (após o "grande acto" dos tratantes de lisboa) já começou por parte dos assalariados de israel: Sara-cuzinho (o dito populista-anti-emigracionista) e a AnTonya Blair (a tal de trabalhisto-sucialista), que como se vê são a antítese um do outro (como os CDS/PSD vs PS/BE).

Os compichas: O porco judeu e a puta amiga já estão "em campo", já se andam a lamber um ao outro, agora só falta a penetração!

Adivinha: Qual é o cu e qual é o pichas?

zazie disse...

Quando o a.h. fala de judeus eu quase que fico sionista...

zazie disse...

Já para não dizer que, esteticamente, até curto muito os ortodoxos, com aqueles chapelões negros e trancinhas malucas a pender nas camisas brancas.

Vi um grupo deles, bem novinhos, no metro londrino e até me deu vontade de os fotografar.

Percebi logo o Galliano

":O)))

Anónimo disse...

Desde que andaram pelo deserto durante 40 anos só porque um perdeu 5 cêntimos e teimaram em achá-los, que fiquei com um pé atrás em relação a este povo, eh,eh,eh!, mas a maldição está ái!

Um @bração do
Zé do Telhado

assinado: anónimo disse...

Ó Grande Dragão, para quando um livro em que estejam reunidos todos os textos sobre esta temática?
Vós, Excelência, sois o L-F Céline português!
E quem disser o contrário é porque nunca leu nenhum dos Pamfletos.

zazie disse...

«Desde que andaram pelo deserto durante 40 anos só porque um perdeu 5 cêntimos e teimaram em achá-los, que fiquei com um pé atrás em relação a este povo»

AHAHHAHAHAHAH

A.H. disse...

Quem achar que se anda para aqui a destilar ódio (como a zazie pensa), que compre e leia um livro chamado: "Protocolos dos sábios do sião" (a edição verdadeira e sem alterações convinientes!). Segundo consta, foi um livro inventado pelos serviços secretos russos antes da revolução dos assassinos bolchevistas. Apesar de presumível invenção, a semelhança com o que se passa com a relidade é inacreditável, será coincidência? É óbvio que não! Pois é uma descrição muito perto da realidade.

Devo também acrescentar que não parece que sejam o "mal absoluto" do mundo (se é que tal coisa existe), pois o seus "seguidores" não judeus conseguem ser piores: estes além de maus e gananciosos são ainda por cima estúpidos ao pensarem que por se lhes juntarem são considerados como iguais - pura fantasia.

Mas para quem acredita que o diabo existe, não necessita de o procurar mais. O diabo está em quem se assume como portador da palavra do "bem" e se julga no direito a tudo!

Ainda há os cretinos chapados que julgam ter tido um antepassado dessa estirpe "eleita", e que por isso nutrem um orgulho, que só mesmo um completo atrasasdo mental pode sentir!

10 milhões de arrogantes, mais 12 milhões de infiltrados, meios-"eleitos" e escondidos, tornam-se inofensivos se se expuser bem as suas actividades.

Espero sinceramente que o deus deles lhes dê exactamente aquilo que merecem! Só isso.

O dragão faz bem em escrever estes posts. Será que mais alguém teria coragem de o fazer? Duvido.

Já agora da linguagem, mil perdões pela ordinarice.


Quanto à zazie, se gosta de homens(?) de fato preto que parecem agentes funerários de mini-guarda chuva na cabeça e de tranças, não lhe gabo o gosto.

Em relação ao si(o)nismo: a pátria judia deve existir pois claro, mas só quando todos lá viverem sem andarem a roubar os bens dos outros como ainda recentemente o faziam na rússia p. ex.(antes de putin, no tempo do bêbado ieltsin - que arda no inferno) e também não à custa dos direitos dos outros!

Em resumo: se querem ser respeitados, pois que respeitem os outros. Nada mais simples!

zazie disse...

ò h.h., não se enxofre tanto. Foi apenas para repor um certo equilíbrio e se gozar de forma mais saudável.

Está visto que não gosto de homens de trancinhas e fatos pretos mas gosto, esteticamente, do vestuário putos ortodoxos. Até falei do Galliano

Será que percebe a diferença?

E lembrei-me deles, precisamente por oposição a estas tampinhas tão fatelas. Aqueles chapelões negros, com abas reviradas, têm mesmo muita pinta. Parece um cruzamento de gangster com cowboy.

zazie disse...

Além do mais, não vejo em que é que o smoking tenha mais charme. Antes pelo contrário. Aquelas vestes dos ortodoxos dão muito mais estilo.

E olhe, pensando melhor, nunca tinha pensado nisso, mas nem sei não...

":O?

zazie disse...

Até porque os samurais também vestiam de negro...

ehehehehe

zazie disse...

Tome lá:

http://www.taipeitimes.com/images/2007/04/07/20070406185647.jpeg

http://www.petercoyote.com/hebrew4x.jpg


http://photos1.blogger.com/blogger/5941/289/1600/galliano.jpg

beijinhos
ehehe


(já avacalhei o post ao Dragão)

zazie disse...

não deu o primeiro e é logo o mais giro.

Aqui vai, de novo