domingo, janeiro 04, 2004

A CABALA

Afinal,não existe nenhuma cabala contra o PS: existe, isso sim, garantidamente, é uma cabala do PS contra incertos e diversos. Quem o garante e explica, tim-tim por tim-tim, é o Balbino Do Portugal Profundo.
Esta criatura genial percebe de pedofilia pa caraças e não perde pitada da novela que pr'aí vai. O seu poder lógico-dedutivo, então, é ímpar. Um acrobata do circo Chan não faria melhor. (Isto, porque o circo Chan, que eu saiba, não tem escafandristas, senão seria um escafandrista, pois claro).
É graças ao poder formidável dessa mente extraordinária, que eu, apesar de obtuso encartado, consegui miraculosamente perceber que, afinal, "cabala" é sinónimo de "hara-kiri" e que PS, ao contrário do que eu - e outros ígnaros meus semelhantes - julgávamos, não é sigla de "Partido Socialista", mas de "Partido Suicida". Que ignorância a minha! As trevas em que eu vegetava!...
Se não existissem crâneos como o Balbino, não sei o que seria de nós!...

PS(D): Acho que o título do blog seria mais adequado se fosse: "Portugal ao Fundo". Assim, ao menos, parecia que estava a jogar à batalha naval. Fazia de conta que portugal era um submarino...alaranjado.