terça-feira, setembro 11, 2007

O caminho da servidão

«Manuais escolares caros levam políticos a sugerir empréstimos».

Quer mandar os seus filhos para a escola?
-Fácil, peça um empréstimo.
Quer ter uma habitação, que a Constituição lhe garante ser um direito?
- Fácil, peça um empréstimo.
Precisa de fazer uma operação?
- Fácil, peça um empréstimo.
Quer recorrer à Justiça?
- Fácil, peça um empréstimo.
Quer ter uma família?
- Fácil, peça um empréstimo?
Quer suicidar-se?
- Fácil, peça um empréstimo.

É a nova escravatura light, o neofeudalismo dos servos do globo: os portugueses de fracas ou medianas posses estão a ser vendidos à banca.

5 comentários:

Anónimo disse...

Faz sentido. Toda a gente que eu conheci que se suicidou foi por causa de empréstimos por isso é lógico que nessas situações seja o banco a pagar. Não se esqueçam é de transferir os bens primeiro para os herdeiros quando não o banco fica com tudo...

kommando disse...

Diálogo entre pai de aluno e professor:

- Para que comprar manuais tão caros?

- Para seu filho estudar e ficar inteligente, ora pois.

- Mas então por que raios ele não fica?!

A.H. disse...

Quer casa de graça?

É fácil:
1-Pinte-se de preto.
2-Arranje passaporte Cabo-Verdiano (ou outro afim).
3-Construa uma barraca.
4-Vá-se queixar aos mé(r)dia de discriminação.

Alexandre Lagoa disse...

Esqueceu-se de um ponto, caro Dragão:

Entrou para a faculdade e é daquelas raras pessoas que consegue retirar algum aproveitamento, seja porque realmente se dá ao trabalho de ler o que lhe mandam seja porque o seu último nome lhe permite entrar em videoconferência com o seu professor às três da manhã na véspera de uma frequência importante?

Então é mais fácil para si pedir um empréstimo.

0.02 disse...

O mundo todo está vendido à banca,
portugal está só um pouco atrasado, como sempre