segunda-feira, setembro 17, 2007

Aprender com quem sabe

Ao contrário das prima-donas do futebol, os rapazes do râguebi estão ali para levar porrada sem queixume nem lamúria. É preciso tomates para enfrentar aquelas bestas da Nova Zelândia. É, sim senhor. "É preciso muita coragem e vontade de pará-los, não é fácil metermo-nos à frente deles", confirma um dos nossos valentes. Merecem o nosso orgulho, estes "Lobos".
Mas, como sempre, somos um país que se menospreza e esquece o seu património. Ao que sei, andaram eles a preparar-se para o Mundial na pista de lodo, da Escola de Fuzileiros. Mas isso é escasso, como de resto se comprova. Deveria ter servido apenas de aperitivo. Onde eles precisam mesmo de treinar é nas arenas de touros. Vão aprender com os forcados. Um povo que pára toiros a peito descoberto, pára um cabrão qualquer.

Num próximo postal, ensinarei como se atropela os gajos.

3 comentários:

Anónimo disse...

Ó Dragão, se for como nos forcados estamos bem fodidos. É que uma dúzia de marialvas para parar um touro... precisaríamos de uma equipa de râguebi com 150 jogadores para parar o 15 adversário.

Dylan T.

Vitório Rosário Cardoso disse...

É isso mesmo!
Dia 27 de Setembro, vamos comê-los vivos e a rapaziada do Aposento da Chamusca, estaremos Aço, como sempre!

http://www.aposentodachamusca.blogspot.com

Venha Vinho!

Vitório Rosário Cardoso disse...

P.S.- Corrida Nova Gente, na Monumental do Campo Pequeno, pelas 22 horas