sexta-feira, novembro 03, 2006

The wall



Moral da história: de tanto gritar "lobo!", o Davidezinho transformou-se num lobisomem. O que não é nada do Outro Mundo: já desde o "Genesis" primordial se sabe que o abismo, entre outras utilidades, serve de espelho.

30 comentários:

Anónimo disse...

que ilustração fantástica!

Colateral

Anónimo disse...

Mas porquê essa imbirração com Israel? Se o Dragão fosse mesmo indiferente, o sionismo para si não significava nada.Eles são fortes e por isso incomodam.E alguns países árabes não merecem a mesma atenção por parte do Dragão porquê? Você deita-se e acorda a pensar em Israel não. Se tiver antepassados judeus na familia compreende-se, caso contrário não.

dragão disse...

Ah, caro e digníssimo anónimo da 4.05, equivoca-se redondamente.E faz uma análise um tanto ou quanto precipitada.
Por ordem de importância:
1.Eu deito-me e levanto-me a pensar em gajas. E não embirro com Israel: é mais escarnecer. Um pouco à maneira de Gil Vicente.
2. Não me parece que sejam muito fortes:nesse caso teríamos que dizer que a ténia que parasita um elefante é forte. Poderá ser incómoda, especialmente para o paquiderme e para quem ele pisa,mas nunca forte. Convinha medir as palavras, antes de as debitar.
3. Diga-me vosselência quais os países árabes que eu deveria espiar. A Arábia Saudita? O Iémen do Norte? O do Sul? O Iraque? Folgo que o Irão não o preocupe, já que o Irão não é árabe.
4. Julgo que não tenho antepassados judeus na família. O meu intelecto limitadíssimo, a minha tendência para o insucesso económico comprovam-no sem grande margem para dúvidas. Mas se tivesse, não seria o fim do mundo: decerto não era pior que ter antepassados alentejanos, ingleses ou benfiquistas.

Em todo o caso, aguardo instruções suas.

PS: nesta casa, o leitor tem sempre razão. Diga-me o país árabe que o incomoda, que eu desfaço-o em três tempos! Palavra de honra.

Anónimo disse...

"a minha tendência para o insucesso económico"

Que horro, ainda por cima é pobre.

dragão disse...

Não tanto como vosselência, no espírito. Para me colocar ao nível, teria que alcançar a indigência e o estado de "sem-abrigo".

A.H. disse...

Ó Buiça, assine lá os comentários carago!

Anónimo disse...

"Não tanto como vosselência, no espírito."

Então diga lá alguma coisa espirituosa para variar.

Anónimo disse...

Sou o anônimo das 4.05 e aprecio o seu blog, mas já os antigos diziam que "quem desdenha quer comprar", e sou comprovadamente um defensor tambem daquela ideia de que se o Estado de Israel não o incomodasse, não diria nada sobre. Um dia tire umas férias e vá até Jerusálem ou Tel Aviv, não irá encontrar grande beleza garanto-lhe mas encontrará os motivos e os porquês do Estado de Israel se defender. Aí iria compreender que um país que é atacado diariamente se não se defendesse já tinha sido erradicado do mapa, mas obviamente é preciso lá estar para comprovar isso! Nessa situação o Dr. Dragão mudava de discurso e mentalidade. E quanto aos países árabes seja justo e mais neutral e diga o que a Síria fez a partir dos anos 40 que asilou dezenas ou centenas de oficiais alemães (nazis), com todas as mordomias possíveis e imaginárias, inclusive a "brilhante mente" que fabricou a ideia de aniquilar os judeus em massa. Os judeus não são o único povo do mundo que sofre ou sofreu, mas se o Dr. Dragão critica ou tenta "escarnecer" Israel, tambem deveria ampliar a sua mente e ver que nem só os judeus são "maus e terríveis" que invadem os outros países.Mas porquê é que eles reagem assim? Com certeza para se defenderem não? Agora, claro que na última guerra (do Líbano) as coisas não foram bem conduzidas, mas e estar permanentemente a tentar sermos uma Nação e não nos deixarem? Quem é que ficou incomodado com a própria criação da Palestina? Não foi Israel, mas sim os países árabes se bem se recorda! Sim, sou neto de israelitas e um defensor do Estado de Israel, e não tenho vergonha! O Dr. Dragão faz lembrar aquela "esquerda caviar" que sofre de uma gravíssima miopia face à realidade e à verdade.
E faça um favor a Gil Vicente, não se identifique muito com ele, senão corremos um sério risco de ler o "auto da barca do inferno" pelos seus olhos o que não deve ser uma experiência nada agradável. (Só uma última observação, também existe fome e pobreza em Israel, o que demonstra que o Dr. se encontra cheio de pré-conceitos).


"Hashem yevarech et amô bashalom"

dragão disse...

Meu caro senhor, acredite que compreendo o seu drama. Mas repare, o país e o povo que eu mais critico e menos poupo é o meu próprio: Portugal e os portugueses. A partir daí, como deve calcular, porque haveria o seu querido e dilecto Israel merecer um tratamento de excepção?

Além disso, há israelitas muito mais críticos do que eu. Quer dentro de Israel, quer fora. E no caso deles levam a coisa com toda a solenidade; mais sério é difícil. Vamos chamar-lhes como? - Preconceituados? Esquerda caviar? Anti-semitas? Neo-nazis? Shit jews?


Ei se Promheteys, eplase kai pheloy mhe x eteroy gegonas.

Anónimo disse...

"Um dia tire umas férias e vá até Jerusálem ou Tel Aviv,"

Mas como se ele não tem dinheiro? Nunca deve ter saído deste buraco, quando muito deve ter ido aos Açores ou a Espanha.

Warsalorg disse...

Tambem acho que o Dragão dá muita porrada nos judeus, alías o primeiro "post" que vi do seu blog foi sobre os "judeus que acumulavam transversalmente", e eu até comentei porque fez-me confusão estrem ali os judeus nas minorias, mas esse estava engraçado..agora este ja´pareceu uma fixação. É que o Dragão fala muito neles, e quando se fala muito numa coisa..já dizia Freud...Cuidado!

Warsalorg disse...

"Eis que farei de Israel um cálice de tontear para todos os povos" Zac. 12:-2,3

Estamos a viver um momento histórico, as profecias estão-se a cumprir neste momento no escatológico blog do Dragão

dragão disse...

Aos Açores e à Espanha nunca fui. E espero que à sua mãezinha também não, porque dar-me-ia um desgosto imenso ter produzido um (ou uma?) bastardinho tão estúpido.

zazie disse...

Ó Doutor Dragão, isso diz-se...?

S. Grobiano nos acuda! onde isto chegou

dragão disse...

Deve ser por eu dar tanta porrada neles - nos judeus, como diz o Warsalorg - que depois eles se desforram nos palestinianos.
Isto só demonstra como eu sou maquiavélico: utilizo os judeus para escavacar os palestinianos e os outros todos ali à volta.
Um dia destes ainda compareço em Haia para responder por genocídio e outras trivialidades menores.

Anónimo disse...

Hahahaha! Adoro o senso de humor do Dragão. Reparem no poder de encaixe do mestre do insulto. Mas não vou dar aos seus "amigos" o prazer de se divertirem à sua custa por isso paro aqui.

dragão disse...

Professor Doutor Jubilado, se faz a fineza de prestar homenagem à plenitude dos meus pergaminhos, excelentíssima, meritíssima e Magnífica reitora Zazie.

Adalberto Arroja disse...

nem sei o que dizer...

Anónimo disse...

"Ei se Promheteys, eplase kai pheloy mhe x eteroy gegonas."

é vê-los tombar...

(é hebraico, não é? aquilo não lhe saiu das narinas enquanto teclava, pois não? é que eu não me admirava nada. e vice versa)


Colateral

Anónimo disse...

Quebra cabeças:
Qual deles é o Buiça?
Qual deles é o judeu, que defendendo acerrimamente israel afinal vive mas é em portugal?
Quem é o war slog?
Quem sou eu?
E o Dr. dragão exerce que especialidade? Psiquiatria?

Anónimo disse...

não não exerce. tens de ir a outro lado.

Colateral

dragão disse...

Não é hebraico. É grego.
Acho bem que os hebreus estimem a sua cultura. Eu também estimo a minha.

Tradução:
«Foste plasmado por Prometeu, não nasceste de nenhum barro especial.»

Fragmento de Calímaco.

dragão disse...

Na realidade, já não exerço. Reformei-me.
Mas no espaço virtual ainda dou assistência, por mera caridade. E a especialidade não é psiquiatria: é veterinária. DE solípedes.

Anónimo disse...

eheheheheehehehehehehehheh

Colateral

Warsalorg disse...

Sr. anónimo este blog e os seus comentadores não existem, e tudo produto dos seus desejos e uma ilusão criada pelos seus sentidos...Warsalorg

Anónimo disse...

"E a especialidade não é psiquiatria: é veterinária.
DE solípedes. "

Afinal parece que estás no sítio certo, colateral.

A.H. disse...

100% de apoio ao Dragão.

Bem diz o dragão que exerce veternária, pois os seus "posts" falam quase sempre em animais com cascos.

E eles aparecem logo aqui muito excitados a dar coices! Com "nicks" diferentes ou como anónimos.

Anónimo disse...

a.h. significa "ah, que granda besta que eu sou!..."

Anónimo disse...

ó Dragão, é melhor começar a cobrar consultas...

Colateral

A.H. disse...

"a.h. significa "ah, que granda besta que eu sou!..."
"

Eu não disse?
Olha mais um cabrão anónimo com os cascos no ar e os cornos ao vento.
Eles bem se picam os f.d.c., lá sabem bem quando falamos deles!