quarta-feira, setembro 28, 2005

Credibilidade(zinhas), ou Ele há mistérios...

Munam-se, Vªs.Excªs., duma dose avantajada de paciência, leiam isto, e depois tentem acompanhar o seguinte questionário/raciocínio liminarmente derivado:

Porque é que a TVI é a televisão mais credível do país?
- Porque é aquela que reune mais telespectadores.
Porque é que o Emanuel, o Toy e a Ágata são músicos credíveis (já não falando no lendário Zé Cabra) ?
- Porque grandes multidões de ouvintes e catervas imensas de fãs os frequentam.
Porque é que a Companhia Não-Sei-Quantos é mais credível que o Telejornal? Ou porque é que qualquer Reality Show é mais credível que o Canal História?...
-Porque têm mais audiência.
Porque é que o José Castelo-Branco é mais credível que o João Miranda?
- Porque tem, incomparavelmente, mais basbaques atentos às baboseiras que expele e debita em horário nobre.
Porque é que a "Crónica Feminina", ou a "Caras" são muitíssimo mais credíveis que o "Blasfémias"?
- Porque têm muitíssimos mais mentecaptos que as lêem. E não só: que as compram, que pagam para as lerem.
Porque é que Margarida Rebelo Pinto é mais credível que Cervantes, Homero ou Dostoievsky?
- Não preciso de continuar a explicar, pois não?...
E porque é que um tal Rodrigo Adão da Fonseca, não contente de dar tiros no pé(zinho), ainda enfia um cartucho de dinamite no cu e nos convida a acender o rastilho?...
- Grande mistério, pois é.

60 comentários:

timshel disse...

repara

os gajos são coerentes

como dizia o Gabriel Silva num comentário, "A credibilidade e/ou interesse de um blog é o mercado que a dá."

Lowlander disse...

hehehehe.
Ja tinha pensado precisamente nisto mas andava a espera de ver se algum blog ia fazer um post destes.
Caro Dragao de fumo, o meu respeito por si cresce como uma morrinha apesar das altas doses de fungicida que lhe atiro para cima.
Bom post.

Anónimo disse...

No universo das pessoas que se sentam na cadeira para passar horas a olhar para um quadrado a ler os weblogs, a maioria nao faz ideia de que trata a "cronica feminina" e pensa que Emanuel está mal escrito.

Carlos a.a. disse...

SE ser credível é acreditar na pessoa, é credível que num só dia, o dia 9 de Outubro próximo, o Ferreira Torres consiga mais credibilidade que todos os blasfemos arrebanhados durante toda a existência do blogue.

Anónimo disse...

Porque é que a IGNORÂNCIA é a Santa Padroeira da Instituição com maior poder político no Rectângulo - a Informação ?

100 nada disse...

:D :D :D
(que rico post!)

zazie disse...

pois, pode-se brincar com a ideia de credibilidade mas há outros factores que fazem do Blasfémias o melhor blogue político da blogosfera.

Assim, tl como o disse. E como esta treta da blogosfera é. Uma cena onde se escreve à borla e se permite debates sobre qualquer asunto.

O Blasfémias tem uma enorme mais valia que não se prende com a validade das ideias políticas que defendem- são pessoas educadíssimas que nunca resvalaram um mílímetro que fosse na falta de respeito por algum comentador e são verdadeiramente democráticos.

Significa isto que por lá não existe o tal espírito de bloco ideológico em que o que importaria era a a imagem que dali saísse para cá para fora e não são um blogue de propaganda partidária.

Claro que não são porque não há partido que pegue naquele anarquismo utópico mas o simples facto de não serem é excelente porque não há por ali papagaios nónós na caça ao voto.

Fora isso tem uma outra qualidade que também não conheço em mais lado nenhum- tratam das coisas com uma certa leveza, mandam dezenas de postes seguidos por dia, saltitam por todos os temas, mas não ficam naquela posição de grande senhor que não dá troco ao povo. Entram directamente no debate nas janelinhas de comentários, aguentam todo o tipo de embates com aquele fair play que só quem tomou muito chá à nascença é capaz de ter, e vão respondendo sempre.

E ainda outra que sempre elogiei.

Não falam deles próprios, não atiram à cara com o status e mais os docs ou pós-docs como é habito na esquerda que perdeu os pergaminhos do Tarrafal ou daquela direita de ornitorrincos betos.
Não têm peneiras- são gajos do Poerto, carago!

":OP

dragão disse...

Pois, ó Zazie, mas o que originou esta bengalada foi precisamente um postal em que se manifesta, com desbragamento inusitado, precisamente o contrário de todas essas virtudes tão charmosas e cházeiras.
Quanto à tua opinião, como sabes, é sempre bem-vinda. Desde que não venha vestida de dogma, ou o Miranda mordeu-te?...
De qualquer modo, há blogues políticos muito melhores que o "Blasfémias",como, por exemplo, o "Abrupto". Congrega duas condições óptimas, segundo os peritos destas catalogações: não é de esquerda; e, nec plus ultra (segundo a tese "blasfema"), tem o triplo das audiências. Nada de subjectivismos: o Sitemiter decide.

dragão disse...

Ou "Sitemeter", ou lá como se chama aquela merda!...

zazie disse...

ó Dragão, pensava que me topavas melhor...
então não sabes que uma chazada também pode ser um presente envenenado a quem dançou fora do compasso? ";O))


by the way- não gosto de andar à porrada com sitemeters zarolhos e nas audiências (ao vivo) esse factor costuma ser superior ao dos "basbaques" que vão lá para aprenderem o dogma

":O))))

MP-S disse...

"não é de esquerda; e, nec plus ultra (segundo a tese "blasfema"), tem o triplo das audiências. Nada de subjectivismos: o Sitemiter decide."

Ora, nem mais! ":O))))

dragão disse...

Mas quando se trata dos "piquenos", existe aquilo que eu chamo a "cassete Zazie". :O)
O "cházinho", a "educação", a "tolerância imaculada", etc.
Por brincadeira, estou aqui em ganas de te desmontar a cassete, eh-eh!...

zazie disse...

pois é... para desmontares a minha cassete ias ter trabalho porque, mesmo que fizesses a pergunta aos restantes comentadores que aclamaram o post e lhes pedisses para enumerarem então eles os blogues políticos que gostam e onde vão, ias ver que a minha cassete canina a toda chazinhos e liberdadezinhas de boas educações e falta de peneiras ainda vinha mais mais rija ":O))))

isto pode ser uma treta mas é a treta por onde também andamos, meu caro. E eu não gosto de cuspir no prato.

O presente envenenado foi mesmo deliberado e directo para o texto do RAF

";O)

zazie disse...

by the way: "tolerância imaculada" o tanas. Se ha´coisa com que embirro é com o dogma da tolerância. Eu disse espírito democrático- até nos links (eu não entro em link de muito blogue onde acende luzinha e detecta que não sou camarada, por exemplo) e falei em fair play, que são outras coisas.

Eles até são bem intolerantes e o JM é mesmo casmurro e se for preciso não larga mesmo se estiver a dizer asneira. Mas não há aquela merda manhosa do "é dos nosso" tem apelido recomendável, ou faz parte da boa tribo ideológica.

MP-S disse...

Nao sejas imodesta, o' Zazie, pois tu es um dos (bons) motivos porque frequento as barraquinhas daquela feira! :)

MP-S disse...

"Eles até são bem intolerantes e o JM é mesmo casmurro e se for preciso não larga mesmo se estiver a dizer asneira. Mas não há aquela merda manhosa do "é dos nosso" tem apelido recomendável, ou faz parte da boa tribo ideológica."

Boa, boa! Tas a ver o que eu quero dizer, Zazie? :-)

MP-S disse...

"ou faz parte da boa tribo ideológica."

Mas aqui ja' nao e' sempre assim. Veja-se o caso do Lomborg; e a defesa do Bush, e a defesa do Bush para marcar a posicao caseira 'a direita.

Mas a mim parece-me que a tribo ideologica deles e' de origem internacional.... e isso da-lhes alguns graus de liberdade para blasfemar dentro de portas...

dragão disse...

Os "Blasfemos" só têm que continuar a ser como são: dizerem o que lhes dá na bolha e sujeitarem-se às consequências. Assim como não há almoços grátis, enormidades grossas, que excedam um certo calado, também não.
Fora isto, são os meus "arqui-inimigos". Eles e, claro está, o Lowlander.
Não é pequena a distinção.
Acresce a tudo isto uma não pequena virtude: se têm dos blogeiros miis estapafúrdios da blogocoisa, compensam com o comentador mais patusco da mesma: o Caramelo. :O))

Anónimo disse...

Esses tipos do blasfémias mereciam ser empalados! Até estou nervoso!

Epá, mas bota abaixo com o Zé Cabra é que não. Esse homem é grande. Esse homem desmascarou toda uma civilização. Esse homem teve tomates. Vamos ter respeito, caramba!

ass: Renegado Branco.

dragão disse...

De maneira nenhuma. O Zé Cabra é conduzi-lo já à presidência. Qual Cavaco, qual Marocas!...

zazie disse...

vocês confundem o pensamento, as ideologias, e tudo o resto que pode ser sério com o prazer da inter-actividade

e não assumem

ahahahaha

começa assim, o segundo passo é misturar caramelos com ornitorrincos, mais o João Miranda a fazer de príncipe do Marques Mendes e, na volta, um dia destes ainda se enganam e contam com o Dragoscópio com direito a bancada a fazer facécias na Assembleia

":O)))

zazie disse...

mp-s,

a tribo não era para o Bush ou o Lomborg andarem por lá nos comments, é para a malta

":O)))))

Carlos a.a. disse...

Pois, Zazie, acho que eles são mesmo bons, pá, é assim mesmo e o Abrupto também!
Não te deixes esmorecer!

Caguinchas disse...

Ponho as mãos no lume pelo gajo. Em prazeres, é mesmo só mulheres...Nada de interactivos nem interpassivos, foda-se! Deixem-se disso! O grande defeito do sacana é mesmo ser do FêCêPê (figas, escarro), um raios o partam!...
Ó Dragão, távaste a rir, a ajavardar co Glorioso, mas gramei ontem!...

Caguinchas disse...

Ah e pelo menos á minha frente, minha e da malta, nunca o vimos beber chá. O cabrão que desse nisso que a malta punha-o fora a bafos e pontapés!
também não sei o que são facécias, mas duvido que o gajo as faça.
Se vem-em práqui com malcriadezes, sou eu que começo a censurar esta merda. Haja respeito.

zazie disse...

looooooooooooollll

ai o cabrão do Caguinhas que ainda o prefiro ao chefe

realmente, eu que até bebo gin tónico à refeição julgando que é água tónica e nem noto a diferença a falar em chá é de rir aahahahaha

uma pessoa diz cada disparate só para justificar que não fala mal pelas costas

":O))))

(é por estas e por outras que não posso deixar de estar incógnita na blogosfera ahahah )

zazie disse...

é verdade, estava-me a passar: viva Carlos!
beijinhos

mas não gosto nada do Abruto
ehehehe nem como blogue nem ideias e até as naturezas mortas do barroco dos países baixos já enjoam

":O)))

zazie disse...

ai o p que lá faltou o p...

timshel disse...

"não há partido que pegue naquele anarquismo utópico mas o simples facto de não serem é excelente porque não há por ali papagaios nónós na caça ao voto"

zazie

em que país é que vives?

anarquismo utópico sou se for o neoliberalismo autista do JM

mas "utopias" daquelas andam os jornais cheios: é liberalismo para a direita é liberalismo para a esquerda

minha querida zazie

é o grande capital que anda por detrás de todos estas "utopias" liberais

e tens razão: o grande capital não quer saber de partidos para nada

o grande capital só quer é desregulação, acabar com políticas sociais, que é para poder explorar a toda a força; e o grande capital explora todas as formações partidárias para ver se consegue passar estas teses (neo)liberais: CDS, PSD, PS, todos eles estão infiltrados pelos neoconinhas económicos

e o pano do fundo ideológico neoliberal para os neoconinhas passarem as suas teses é dado pelo alarido dos blogues e dos artigos de opinião

ãh zazie não tá mal a paranóia? (como dizia o bill gaitas, só sobrevivem os paranóicos)

não há nada como uma boa teoria da conspiração pra ver claro

zazie disse...

timshel,

parece-me que vocês não entendem uma coisa um tanto básica:

tu dizes:"é o grande capital que anda por detrás de todos estas "utopias" liberais".

Pois é. Mas eu não conheço o grande capital de lado nenhum para o odiar ehehe

E depois sou capaz de te acrescentar mil e um outros elementos que também andam à solta como seja a mesma e velha utopia ditatorial de sempre- agora com roupagens politicamente correctas e jacobinsimo legalizado em associações e muitas outras.

Simplesmente tu, teoricamente manténs a selecção do inimigo principal e fazes fogo sobre o quartel general- ainda que ele seja virtual.

E eu sou mais como o Clint, dá-me para disparar em abstracto para todos os lados mas não tenho inimigos teóricos. Não consigo ter. Dá-me gozo andar à porrada por causa das ideias mas só pode passar ligeiramente disso se as pessoas que estão por trás têm de facto poder na prática.

De resto, estou como o Caguinhas, interactividades activas ou passivas não me aquecem ou arrefecem para além dos dedinhos no teclado ";O)

zazie disse...

e essa história do efeito da propaganda nunca a consigo entender. È defeito meu, só pode ser, mas não me lembro de ter sido influenciada por um único reclame quanto mais por prédicas. Por isso, até acho que quem for é porque é toino e não me compete a mim andar a fazer de guia espiritual de tolinhos

":O)))

não gosto de venda de peixe mas ainda acho mais bacoco quem compra tudo o que lhe metem à frente

zazie disse...

mas, se queres saber, há uma coisa que gosto muito: os factos concretos, a informação objectiva, a desmontagem objectiva da desinformação dos media- tudo o que até parece muito técnico e nem tem o condimento da prédica ou a genialidade da erudição e filosofia aqui do nosso amigo (caguinchas)ehehe
e essa até anda lá para as bandas da Grande Loja. Tem de se escolher, que há por lá muita coisa, mas anda. E sem combates nem fogos centrados no quartel general. Só com números, com pequenos textos, com pequenos factos. E por lá não desfilam os vossos tigres de papel- desfilam os que nos desgovernam...

zazie disse...

o que é engraçado é que, segundo a tua tese o grande perigo passa pelo CDS, PSD, PS porque são estes que podem ficar contaminados pela cabala liberal. Daí a necessidade de missão para os combater nem que seja apenas na blogosfera.

Ok, é a tua ideia. Resta agora uma pergunta: e aos outros- PCP e BE, que se faz? apara-se-lhes os golpes e vota-se neles para travar a cabala?
é?

zazie disse...

Quanto ao Estado social, para falar verdade dá-me ideia que vai à vida por motivos mais prosaicos como a libertação do leste e mais a emigração e mão-de-obra barata que foi à vida. E não sei se Portugal se vai aguentar resistindo ou mudando. Mas não me convence o teu remédio à Steinbeck ";O)

timshel disse...

eheh

o meu blogue é dedicado aos neoliberais de todos os partidos

devia chamar-se "Hayek ao contrário, o caminho do chicote"

timshel disse...

corrigendum

"Hayek ao contrário, o caminho para o chicote"

josé disse...

Helá! Trinta e tal comments...
vim espreitar, pois claro!

O Sporting acaba de perder indecentemente um lugar na UEFA e por isso, sigamos para a compensação.

O Blasfémias não merece atenção por aí além.
Nunca me ensinou nada de especial, o que por lá vejo escrito.

Em economia, fico na mesma. Em teorias genéricas sobre isto e aquilo, fico na mesma.
Em assunto de justiça e similares, fico pior de que estragado no meu bestunto primário, sempre que leio as tiradas do CAA. São sempre os mesmos tiros, para o mesmo lado e todos a falhar o alvo.
Não adianta mostrar-lhe uma nova direcção ou orientar-lhe o ponto de mira: o tiro é sempre para o escuro- e falha.

Então porque raio é que vou lá todos os dias deixar o meu óbulo no peditório das caixinhas?

Ora! Porque me diverte a diversidade! E a resposta pronta de desafio ou de ripostagem.

É esse o único trunfo sério do Blasfémias.
O blog sem caixinhas de peditório de comentários, ia abaixo das canelas das "audiências", coisa que com grande espanto meu, verifico ser grande preocupação deles! Um dos bloggers até afirmou que a fonte da credibilidade do blog era...o mercado das visitas!!!
Ahahahahahahahahahahah!
Não pode ser sério. Por isso é que acho que não se levam a sério.

E quanto a credibilidade, deixem-me rir!
Quando se fala de alhos, os bugalhos devem ficar em lista de espera.

Anónimo disse...

Sim senhor, isto hoje está renhido, está mesmo ultrapassando todas as expectativas e anteriores participações - 36 comentários. Tema quente, pelos vistos! Sarilhada! Digo eu, sei lá, que não percebo metade daquelas palavras ricas dos comentadores, mas devem ser importantes, pois claro; um dizes tu,Zazie, direi eu, Timshel; provavelmente, gente estrangeira, com estes nomes! que nem percebo bem o português deles! Agora, do que gostei muito e percebi na perfeição foi daquela do meu herói, o Dragão, dono do blog, que diz assim "E porque...não contente de dar tiros no pé(zinho), ainda enfia um cartucho de dinamite no cu e nos convida a acender o rastilho?..."
Bela imagem. De mestre! O resto, é tudo converseta...

timshel disse...

"não ficam naquela posição de grande senhor que não dá troco ao povo. Entram directamente no debate nas janelinhas de comentários, aguentam todo o tipo de embates com aquele fair play que só quem tomou muito chá à nascença é capaz de ter, e vão respondendo sempre"

zazie

esta é pra rir

aqui o amigo dragão, unanimemente reconhecido o maior prosador da blogosfera, ainda não mereceu dos blasfemos um único feed-back,

andam por aqui como aquelas betinhas de nariz levantado no ar como se lhes estivesse sempre a cheirar a merda

MP-S disse...

"andam por aqui como aquelas betinhas de nariz levantado no ar como se lhes estivesse sempre a cheirar a merda"

":O))))

Da-lhes, Timshel!

MP-S disse...

"a tribo não era para o Bush ou o Lomborg andarem por lá nos comments, é para a malta"

Ta' bem, ta' bem, Zazie, eu tambem tenho direito a disparatar interactivamente. Tambem acho porreiro teclar primeiro e pensar depois. Como ves, os tiques dos blasfemos pegam-se. ":O))))

PS: so' nao continuo como eles durante semanas e semanas a remendar os disparates que escrevi. :-)

zazie disse...

timshel:

«esta é pra rir

aqui o amigo dragão, unanimemente reconhecido o maior prosador da blogosfera, ainda não mereceu dos blasfemos um único feed-back,
»

Foi Graças ao Blafémias que conheci aqui o nosso Dragão. E foram eles o primeiro blogue a linká-lo. E ainda lá está.
Respondem aos outros blogues que entram em termos políticos, como é óbvio o Dragão não está nessa. Mas, mesmo assim nunca acharam que o que ele escreve fosse ofensivo.

Meu caro, eu nisso estou à vontade. os únicos locais onde fui censurada foi em blogues de esquerda.

E, já agora, que fique bem claro que não entro nessa de tornar pessoal as questões.
É mesmo por aí, por essa velha mania do inimigo político da tribo má que sou capaz de ter maior embirração a outras coisas (nada liberais, diga-se)

«andam por aqui como aquelas betinhas de nariz levantado no ar como se lhes estivesse sempre a cheirar a merda »

Se querem debater ideias liberais, debatam. Eu sou social democrata. Agora fazer julgamentos de carácter à custa de serem liberais e por isso o carácter das pessoas ter de ser obrigatoriamente maligno, nunca.

zazie disse...

já agora, estou como o josé, vocês levam demasiado a sério a blogosfera. A vida é lá fora. Essa de sublimar ódios políticos em figuras que aparecem à frente do monitor e tomá-las por primeiros ministros é um tanto disparatada para o meu gosto.
É o tal sindroma dos ornitorrincos com nota de rodapé.

zazie disse...

só acho piada ter vindo de ti, Timshel. Tu que és tão cristão, tão cristão que quando há um antentado no metro de Londres a primeira coisa que sentes necessidade é de expiar os pecados dos agressores...

vens-me agora dizer que fulano que nunca viste é beto e de nariz empinado...

nem são, nem são! são gajos do Porto, sem peneiras!
O Porto é outro mundo, carago
":O)))

zazie disse...

nots: «foram eles o primeiro blogue a linká-lo»

não sei se foram os primeiros porque, de facto, conheci o Dragão nos comentários do blasfémias e só depois vim aqui ao Dragoscópio.

dragão disse...

«aqui o amigo dragão, unanimemente reconhecido o maior prosador da blogosfera, ainda não mereceu dos blasfemos um único feed-back,»

Olha o exagero, ó Timshel!...
Deus me guarde duma desgraça dessas. Estava lixado. Sou, como tantos outros, o maior da minha rua, o campeão de meia dúzia. E está bem assim. Não me animam voracidades de supernova e, muito menos, de buraco-negro. Deixo essas bizarrias a outras constelações.

Quanto ao facto dos "blasfemos" não responderem, é mesmo assim, faz parte das regras do jogo: os tipos não são malucos. Lá está: se eu fosse o maior prosador da blogosfera, ou seja, se eu fosse o Pacheco Pereira, com sitemeter a atestá-lo, eles respondiam.A correr. Todos. :O)

PS: mas também é verdade que as minhas bengaladas não têm intuito pessoal e muito menos ofensivo, se bem que sejam, não raramente, brutais. Mas a vida é mesmo assim: as pessoas estão sempre a pedi-las e eu, que tenho este coração mole, não posso ver um pedinte em apuros, que não corra -às vezes, em lágrimas - a dar-lhas.

zazie disse...

mas, já gora, como tudo isto apareceu a propósito de um julgamento desse Paulo Querido- sempre digo que um homem que coloca fotografiazinhas suas em tom poético a olhar para o infinito do céu ou a chapinhar os pezinhos na areia molhada é que para mim não tem a menor credibilidade.

E nem é política, é de género
";OP

josé disse...

"(...)as pessoas estão sempre a pedi-las e eu, que tenho este coração mole, não posso ver um pedinte em apuros, que não corra -às vezes, em lágrimas - a dar-lhas. "

E é verdade que é esse exercício constante de filantropia ambulante que me esfuzia neste blog.
Alguns dizem-me, desde pequeno que eu também gosto de gozar com os outros. Mas não é bem veradade. Tal como o dragão, só gosto mesmo de gozar com quem goza comigo. É essa a minha noção do amor verdadeiro: tem-se na medida em que se dá...ou dito de outra forma, obtém-se aquilo que se merece. Ahahahahah!

Agora para descontrair um bocado mais, anuncio aqui para mim próprio que acabei de perder o interesse em comentar no Blasfémias, ao reler esta prosa antiga do Dragão e vou fazer um retiro e uma cura de desintoxicação.

A prosa, fui buscá-la a um sítio que um dos blasfemos colocou num postal de hoje , para mostrar quem os linka e o lik foi dar ao blog do timshell que linkou para aqui.Ainda bem.
Foi a leitura do postal de hoje do Blasfémias, com preocupações em mostrar quem são e revindicar uma putativa credibilidade que alguns possam pôr em causa que me convenceu que afinal se levam a sério.
Ora bolas!
Aqui fica, com desculpas antecipadas ao Dragão pelo eventual abuso da citação, mas que me parece um texto antológico, de 30 de Maio deste ano, desde que se retire o nomo do visado que me parece um tipo decente, embora um bocado aéreo( olha...funâmbulo) enfim, a sério agora, acho que o João Miranda é mesmo um tipo decente.

"Em tempos, eu, sempre disponível para canduras, ainda acreditei que aquilo do "blasfémia" era um blog. Depois, quando aquele turbo-pensador do João Miranda entrou a bordo, convenci-me que não: com efeito, era um fórum, e o pitoniso Miranda, investido de dotes oraculares, o seu pujante moderador.
Afinal, enganei-me de ambas as vezes. Na verdade, é uma barraca daquelas da feira popular, com um funâmbulo metido numa canga, a cuja cara a malta atira tartes, bolos cremosos e outras porcarias. A função do funâmbulo é irritar o passante, largando-lhe invectivas e bojardas. Quanto mais estapafúrdias e irritantes forem, melhor. Mais o transeunte se agarra às munições e desata no sôfrego bombardeamento. É uma estratégia de mercado, dizem. Exerce uma poderosa atracção sobre a potencial clientela. E resulta. Confesso que um tipo tem de apelar aos mais sagrados deveres para se arrancar dali. Eu próprio tive de recorrer a firme austeridade e vontade hercúlea para o efeito. Aquilo vicia.
**
Entretanto, até a minha visão do apocalipse sofreu um abalo profundo e alterou-se drasticamente. Agora, já não estou na espectativa, como profetizado, de um confronto final entre a Luz e as Trevas. Não, palpita-me que é mais uma diálise entre o João Miranda e o Julio Machado Vaz.
Qual vai de trombeta e qual leva na mão a taça de ouro a transbordar, eles que decidam.
***
PS: Também já me disseram que o excelso bloguista extrai os argumentos a partir duma tômbola. Numa hibridação perfeita, ancorada algures entre a lógica totoloto e a poesia Dada (de dadaísmo, entenda-se).
Concedo que, se assim é, não deixa de ser um método fascinante."

dragão disse...

Zazie, para não variar, armaste para aí uma confusão e um batefundo de todo o tamanho:
Isto não surgiu a propósito de Querido nenhum. Quero que o tal Querido se foda!
Isto surgiu a propósito dum postal mentecapto escrito por um imbecil. E nada mais.É simples.
Quem deu importãncia ao Querido, porque o peso e o sitemeter do gajo o ditam), foi o tal "blasfemo" modelo de virtudes bobónicas por ti apregoadas e bebedor de chá na infância.
Convém não fazer embrulhos nem amálgamas. O "blasfémias" são muitas pessoas e as muitas pessoas fazem muitos posts. As pessoas não são todas burras, nem as que pelos vistos são conseguem ser burras todos os dias. Nem mesmo no "blasfémias". Portanto, take it easy... :O)

Dito isto, podes prosseguir. Por este andar, os leitores habituais do Dragoscópio, aquela meia dúzia de seres superiores que penam por aí, ao depararem-se com os "comments" deste postal, vão-se embora perplexos: hão-de julgar que estão no Murcon. :O))

Agora a sério: vou escrever outro postal, para prosseguir lá o debate, que este já me está a envergonhar.

zazie disse...

é pá, se armei confusão azar. Também não disse que estavas a defender o Querido mas respondi aos outros comentadores que me pareceram já estarem a passar da conta.
Posso estar errada, posso ter a mania de justiças bacocas mas é assim. Não cuspo no prato em que como e não sinto obrigação de levar muito a sério esse prato ou de o afastar porque também mando umas bocas e não gramo muita coisa.

Agora para o josé.

Há factores que não têm tradução em termos de ideias. O ficar-se contente com x n~º de visitas não é necessariamente traduzido por se acreditar na verdade e validade e importância para o país e para a intelectualidade em geral daquilo que se faz num blogue.

Tenho para mim que esta treta, por ser à borla e muito inter-activa, atinge outros nervos que por cá temos e que até são um tanto acriançados.

Dá-me ideia que nesse contentamento de muita gente a vizitar uma cena em que se perde tempo e nem se vende, há mesmo gozo de puto por ter muita malta a gostar.

È só isto. Sou sempre muito ingénua e prefiro enganar-me a partir de má fé.

A blogosfera desperta mecanismos complicados que não têm tradução em muitos outros comportamentos na vida real

timshel disse...

oh zazie

nao te zangues

às vezes levo a blogosfera a sério (e nessa altura tento argumentar, lógica e racionalmente)

outras vezes, é pó pagode

é arrear, dar e levar, e tentar gozar o mais possível com esta merda (o que eu escrevo e o aque os outros escrevem)

as betas de nariz empinado com ar de quem lhes cheira a merda é uma figura de estilo. obviamente

porra

até o dragão me levou a sério quando eu disse que ele era o maior prosador da blogosfera

oh dragão, eu tinha escrito antes "esta é para rir"

mas aplicava-se tanto ao que tinha acabado de transcrever como àquilo que ia escrever a seguir (em parte)

até já tentei aqui marrar com o dragão... há uns tempos atrás, e o gajo tosquiou-me a maçarico

dragão disse...

Porra, quando eu digo "armar confusão" é um elogio... :O(

josé disse...

Zazie.

maybe. O pior disto, para mim, é o efeito viciante.
É preciso disciplina mental acrescida para deixar estas intervenções num ponto razoável.

A prova é que hoje de manhã, à conta disto, devo ter perdido, por junto, mais de uma hora. E faz-me falta.

Vou tentar corrigir a rota da perdição de tempo para uma mais consentânea com as minhas obrigações profissionais.
Sinto culpa se o não fizer.
E vou por isso mesmo, fazê-lo.

COmo alguém dizia, os vícios são nossos sócios e nossos tiranos.

Tudo coisas de que não gosto...

zazie disse...

josé: mandei-lhe mail

zazie disse...

Dragão, não mandes mais elogios senão ainda perco mais tempo nesta treta. Nesse aspecto estou de acordo com o Jo´se. O diabo dos debates são viciantes ":O)))

josé disse...

"as betas de nariz empinado com ar de quem lhes cheira a merda"...

... mas é figura de estilo hilariante e bem topada, porque há disso, mesmo em caricatura.

Quanto à seriedde, não levar a sério o que aqui se escreve não significa necessariamente que não se escreva de modo sério, ou seja, querendo dizer coisas que nos parecem certas ou informar de modo certo sobre certos assuntos mais técnicos e que só quem sabe da pode o pode fazer.

Mas como se dizia dantes, as letras são tretas...

ch'an disse...

ó-ó!

credibilidade de pastor é o que é :D

tu rulas nesta teta toda.

josé disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
zazie disse...

pois as betas de nariz empinado até é um boa imagem só que eu não vejo que se aplique. Se fosse no Acidental era absolutamente certeiro, por exemplo.


Agora só uma última coisa para o nosso Dragão.

Essa cena do chá foi uma treta mal explicada.
Falei nisso por comparação com outros blogues colectivos com caixinhas de comentários.
E, o que eu queria dizer (ainda que seja também verdade literal a educação pessoal) é que´é um bom estilo para um blogue daquele género.
Pode ser um estilo cretino num pessoal ou de outra espécie mas ali, naquele modelo colectivo creio que é o tom certo.
Nada de questões pessoais, uma certa distância para aguentar o maralhal e boa educação mesmo quando estão a ser provocatoriamente ordinários.

Quem sai deste modelo em blogue do género lixa-se.
È uma questão de estilo mais do que de status de sangue ":O))

Fora daí adoro um blogue bruto e até ordinário com estilo e muitos palavrões como é o caso do maradona. À Trafaria, pois então !

zazie disse...

e do Caguinhas! do caguinhas com gajas nuas e tudo ":O)))