quarta-feira, abril 16, 2008

6, esse número mágico...



Por falar em anjos...

Segundo um estudo-performance de Sidney Zabludoff, noticiado pela Forward, as perdas judaicas, em matéria de refugiados por via da criação do Estado de Israel, são consideravelmente maiores que as palestinianas. Feitas as contas, entre os judeus que tiveram que fugir dos países árabes para o estado de Israel e os palestinianos que tiveram que fugir do Estado de Israel, o balanço é altamente favorável aos últimos. Pelos singulares cálculos de Zebludoff, os israelitas ainda têm um prejuízo de - adivinhem - pois: 6 Biliões de dólares.
Aritmética ou cabala?

1 comentário:

estouxim disse...

"entre os judeus que tiveram que fugir dos países árabes"

Tiveram que fugir? De quê, das câmaras de gás marroquinas? Que eu saiba, mas posso estar enganado, nenhum país árabe, nem muçulmano, expulsou os judeus na sequência da instauração do estado de Israel, como o artigo sugere.
Israel e o sionismo promoveram activamente (e à bomba) a emigração dos judeus árabes para Israel para substituir as populações palestinianas expulsas, reservando-lhes, aliás, um estatuto de cidadãos de segunda.

Sobre este assunto, e mais expecíficamente no que ao Iraque respeita, o livro de Naeim Gilad "BEN-GURION'S SCANDALS - How the Hagannah and The Mossad Eliminated Jews" é particularmente esclarecedor.
Encontra-se na mula.