sexta-feira, julho 27, 2007

O dealbar da luz ofuscante

Em 1686, Robert Plot, professor de química na Universidade de Oxford e conservador do Museu Ashmole, publica um documento onde menciona uma "Society of Freemasons". Refere também detalhes sobre a composição e extensão desta sociedade secreta. Cita pessoas da "mais alta estirpe"; indica que que se reunem naquilo que chamam "a Lodg", onde se entregam a determinados cerimoniais e ritos; aponta ainda "artigos secretos que ninguém conhece, a não ser os iniciados". Mais interessante ainda, afirma que esse "costume inicialmente de Statfordshire", se terá expandido "mais ou menos por toda a nação".
Dois anos depois da publicação do livro de Robert Plot, a Inglaterra eliminou a dinastia pró-católica dos Stuart e substituiu-a pela de Hanover, dominada pelo protestantismo.
Em 1689, Locke publicava a sua "Carta sobre a Tolerância", onde afirma, a certa altura:
«Que a tolerância a favor daqueles que diferem dos outros em questões de religião é tão conforme ao Evangelho de Jesus Cristo e ao senso comum de todos os homens, que podemos considerar uma coisa monstruosa existirem pessoas cegas que no meio de toda a luz que os rodeia não vejam a necessidade e a vantagem (...)
«Que não haja no mundo nenhum homem, igreja ou Estado que se arroje o direito de, sob o pretexto da religião, invadir os bens de outrem ou de o despojar das suas vantagens temporais (...)
«Que ninguém acredite que é por caridade, amor e indulgência que um homem faça expirar o seu semelhante para quem deseja ardentemente a salvação no meio de tormentos.»

São perfeitamente reconhecíveis nestas declarações os princípios filosóficos da franco-maçonaria.

6 comentários:

FPM disse...

É, os princípios comunistas também são bonitos, bem como os democráticos.

zazie disse...

Pois é, ele era um tanto passado e maçon. Nunca estudei nada disto mas as ligações entre os judeus e a maçonaria também parece que entram por aí. O Elias Ashmole que fundou o museu, era judeu.

http://www.masonicworld.com/education/files/nov06/masonic_civilization.htm

gauleiter de chelas disse...

Religião?!

Bom, Marx não se equivocou em tudo. :o)


A última citação de Locke é particularmente pertinente e (até) actual.

zazie disse...

gauleiter transmontano?

ele, em pessoa, será?

Anónimo disse...

É ele mesmo. O inimitável.

:O)

Dragão

zazie disse...

Já andava com saudades do malandro