sexta-feira, abril 06, 2007

O Positivismo explicado aos simplórios

Dantes, nas eras religiosas, o genocídio estava a cargo de Deus. Sodomas e Gomorras eram exclusivo de Iahvé; os dilúvios também. Agora, nestas épocas positivas, graças à ciência providencial, o homem, ainda meio extasiado com os brilhos fulgurantes de Hiroshima, tomou entre mãos essas importantes tarefas.
Aleluia! Chegámos ao Sétimo Dia da Criação. Iahvé vai poder, finalmente, descansar.
Paradoxo (ou ironia) inexplicável: ao mesmo tempo que se investe de prerrogativas divinas, o fulano dito sapiens, descobre que é um macaco.

5 comentários:

d@sNeves disse...

Bruxo!!!

d@sNeves disse...

...e isso, os que descobrem!

Anónimo disse...

É só para experimentar...

zazie disse...

E pronto. Tens sempre de fazer o trabalho por mim. Antes de suspender o estaminé lá vai mais este linkinho

dragão disse...

Por acaso foi inspirado na tua caixa de comentários. :O)