sábado, janeiro 21, 2006

Remate de mais um incidente




E mais que as matilhas todas deste mundo
os
sabujos e mastins que a trela promove,
manda a vontade que me ata ao blogue
- a de El-Rei D. João Segundo!...


O Único reparo que me merece mais esta saloiada eleitoraleira que ontem terminou:
Pior, muito pior, que a substância dos candidatos, é a qualidade das moscas que orbitam e zumbem, excitadas, em redor. Adivinha-se banquete.

Mandar toda esta gentinha para a puta que os pariu seria escusado. O ideal era que nunca de lá tivessem saído.
Mas também, uma nação com filhos desta categoria há muito que deixou de os parir: caga-os.

17 comentários:

Sílvia disse...

Pois é, Dragão, se não fosses tu e a tua linhagem, não sei o que seria disto...

Se bem me lembro, tu ainda és parente de El-Rei D.João II, não és?

Esta minha memória... é do carago!...

Dunyazade disse...

És mesmo sacana, LOL!

Ó pá, tens livros publicados?

É que se não tens: devias.

dragão disse...

Sou assediado, bem vê.
Mas fiz voto de castidade.

zazie disse...

ehehe estive para postar o D. JoãoII, acredita, mas depois fui para o reizinho

Mendo Ramires disse...

Mais uma vez, genialmente demolidor. Estes tempos, aliás, só pedem farpas e camartelo. É dar-lhes, enquanto ainda mexem!

nelson buiça disse...

Tão mal disposto a apenas algumas horas do excitante início do fim da III República?!

Ai, ai.....

Quanto ao regime em si, não vejo nada nele que o faça inferior à II República, cujos dirigentes eram também uns belos montes de merda e uns valentes filhos da puta nas ventas dos quais, felizmente, toda a gente caga e, ainda mais felizmente.....a~´i mais de uns 70% jé nem sabe que foram nem quem eram.
Nem querem saber dos de agora, quanto mais dos cabrões de eras passadas.

O pessoal com menos de 25 anos (Deo Gratia) está-se completamente a borrifar.

É o melhor serviço que se pode prestar a este simulacro de país: aliviar as consciencias das massas da memória dos seus dirigentes......pelo menos desde os tempos de D.Dinis.


----que os pariu a TODOS! (e não me venham com panegíricos à colossal vara abrileira nem ao nauseabundo e HIPÕCRITA enxame que rodeava o palerma assexuado e atrasado mental do Vimieiro)

Anónimo disse...

dragão, a curiosidade da zazie transformou a minha tarde de ontem num inferno.convite para café, no início da tarde: fui por ela recebida com um simpático sorriso e, logo em seguida, muito elogiada pela minha aparência. a partir daí, fui zurzida com um sem fim de perguntas a teu respeito, todas elas feitas quando a conversa nem sequer vinha a propósito, para ver se me apanhava desprevenida. se tu és do norte (sim, a zazie acha que do alto minho para baixo, eu só devo conhecer aí umas cinco pessoas, e nenhuma delas será figura pública), qual a tua profissão, se por acaso ela te conhece, se um amigo nosso te conhece...nao digo, por pudor, a razão pela qual ela acha que eu te identifiquei e porque, sendo “demasiado forte” para caixa de comentários, resolvi usar o email.
enfim, a ideia era de tal modo fixa que ela acabou por se esquecer de uns pertences no local onde tomámos café; dois larápios logo se aproveitaram do esquecimento e o fim de tarde acabou com perseguição policial ao jojó, identificado por um dos frequentadores do café, como sendo autor do furto, perseguição essa orientada pela zazie : “vão por aqui, vão por ali –e depressa, deixem-me sair que eu consigo apanhá-lo”.
o jojó, apesar de possuidor de casaco com vários bolsos, dos quais foi extraindo os mais diversos objectos (caixas com óculos, isqueiros, telemóveis...) não tinha com ele os que foram furtados á zazie. o colega, com quem ele tinha ido ao tal café onde nós tínhamos estado, já deveria estar a fazer negócio no local habitual. mas a polícia, garantindo que o jojó até era boa pessoa, não tentou, sequer, identificar o acompanhante e amigo, visto que, afinal, ninguém tinha presenciado o furto.
tudo isto é verdade; e é verdade, também, que eu fiquei preocupada com o que aconteceu à zazie, pois, apesar de ela me ter chamado maluquinha saltitante, eu gosto daquele mau feitio, o que é que querem?
mas acho que ela decidiu que o que aconteceu não lhe iria tirar o sono; precisa de dormir bem, para continuar a azucrinar-me os ouvidos durante o dia de hoje.
abraços

morggie

Anónimo disse...

Nelson Buiça???????...

nelson buiça disse...

Sim!

Algum problema?

dragão disse...

Mas tu resiste, Morggie, não cedas! Bem sabes que ela, depois de ter tentado ontem a abordagem simpática, vai hoje, quase de certeza, recorrer a métodos mais cavilosos. Aposto que durante a noite andou a recapitular o "Manual dos Inquisidores", do Nicolau Emérico.
No mínimo, vai-te ameaçar com gárgulas!...

zazie disse...

ahahaha

estás enganado Dragão: eu agora lancei um sistema de apostas em como quem que seja que ela tenha dito está errado! e quero subir a aposta para um telemóvel de 4ª geração e mais uns óculos Beau Soleil, mas a danada faz uns risinhos e nada!

vê lá se a convences a apostar que depois dou-te um 1/3 do negócio. ok?
É que eu sei que esta aposta está no papo porque ela nunca acerta num nome de nada, quanto mais de um Dragão ":O)))

a bolsinha do telemóvel e a caixa dos óculos... por exemplo...
":O.

dragão disse...

O que é isso, um telemóvel?... :O?

Anónimo disse...

zazie, quando eu voltar de parte incerta hás-de engolir essas bocas! como nao me tens á mão nem a vista para torturar, provocas! mas descansa, dragão, mesmo que ela hoje me apanhe, daqui não leva nem um ai.

morggie

Anónimo disse...

...e aquilo que tu julgaste ser uma novela,dragão, aconteceu mesmo. tudo!
morggie

dragão disse...

Essa tipa é uma infame. Torturou-te a ti e ainda torturou o pobre do Jójó, coitado, que andava lá na vida dele, quando aquela Caça-Gárgulas, acolitada dos esbirros, lhe caíu em cima. Um profissional daquela categoria...

Sílvia disse...

Só mesmo um dragão com sete cabecinhas...

zazie disse...

eheheh