segunda-feira, janeiro 16, 2006

(De)Lapidando

Ninguém compreende bem como, mas o facto é que Portugal fervilha duma gentinha que perdeu os princípios, não sabe -nem quer saber - dos fins e gasta a vidinha a queixar-se da falta de meios.

7 comentários:

josé disse...

Portugal fervilha de princípios em que uma gentinha gasta meios para os fins da vidinha.

Portugal gasta meios que não sabe nem quer saber que fervilham para uma gentinha que perdeu os princípios.

Os princípios em Portugal são de uma gentinha que perdeu os fins para gastar na vidinha...an so on and so on.

Sílvia disse...

E, por cá, há também quem diga que "quem tem princípios nunca chega aos fins"...

do@lem disse...

Sobre os principios "dessa gentinha" convem esclarecer que, ninguem pode perder o que nunca teve. Fervilham sim, porque se multiplicam mais. Parece-me!

dragão disse...

A observação faz algum sentido. Só peca em dizer que se multiplicam mais. Pelo contrário, multiplicam-se menos; estão aí as estatísticas para o provar. Nessa sua perspectiva, talvez fosse mais realista dizer que fervilham porque não páram quietos.

dragão disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
do@lem disse...

Caro Dragao, correcta e preciosa a sua informacao estatistica. Falha minha.
Sim, (porque nao param quietos) realmente parecem cada vez mais.
Acredito agora, que devo ter-me deixado influenciar a nivel do subconsciente, por aquele paradoxo estatistico sobre os telemoveis em Portugal (tres unidades por artista). E' obra, hem!!!

Zecatelhado disse...

Excelente!

Um @bração do
Zecatelhado