quinta-feira, janeiro 05, 2006

Quase-aforismo

«À primeira vista, não existe nenhuma relação entre o piano e a exploração. No entanto, sempre que me falam em exploração eu penso no piano. Será porque no fundo de cada explorador pronto a largar há uma sala Pleyfel que dorme? Talvez; mas é antes, segundo creio, por causa do encontro que tive um dia na Amazónia com um autêntico explorador (com capacete). Ele ia largar para a floresta virgem quando eu lhe perguntei o que o impelia para tão longe de toda a civilização, na direcção do desconhecido e do perigo:
- O piano... -disse-me ele. - Meteu-se na cabeça da minha mulher começar a ensinar piano à filha...»

- Pierre Daninos

7 comentários:

zazie disse...

o piano é o instrumento mais completo. Creio mesmo que é o que produz o som mais bonito. Há muito que se deixou de aprender a tocar piano, guitarra ou gaita de beiços. Isso tudo foi substituído pela tv e pelos leitores de mp3
é pena. Enquanto se consome não se produz.

Lowlander disse...

o piano e a gaita de bolso... confia tudo na mao invisivel para os guiar...

Por outro lado calculo que quando o piano foi inventado haveria centenas de Zazies a suspirar que ja nao havia mais habilidosos a fazerem musica com calhaus como nos bons velhos tempos...

zazie disse...

este sujeito não me larga... ó homem vá para o renas e veados e deixe o mulherio em paz!
fónix!

é que nem dá para explicar nada ao calhau, não dá para entender que saber tocar música é nos dias que correm uma mais valia porque as pessoas perderam todos esses pequenos gostos trocando-os pela passividade de ficarem sentados frente ao televisor

zazie disse...

isto para os comunas é sempre tudo luta de classes. O piano que faria desaparecer a sanfona... como se ver tv e não tocar um único instrumento, ou cantar ou fazer qualquer outra actividade em grupo seja popular, seja de elite ou o raio que o parta possa ter comparação

Anónimo disse...

... e por acaso, nos dias de hoje, ainda há quem "faça música", como diz o lowlander, com "calhaus".
e gaita de bolso, qualquer um toca,presumo, sem necessitar de mão invísivel que o guie. quanto à gaita de beiços, já é necessário algum talento. eu, por exemplo, nunca consegui.
morggie

Lowlander disse...

Epa Zazie... nao se consegue sair com melhor que um calimeroide "nao me largam"?
Vejamos se nos entendemos, se o piano e ou nao um instrumento complexo, completo, complemento ou compal nao sei porque e assunto que nao interessa nem ao Jesus menino. Admito que sim, pode ser que nao ou mesmo mais ou menos.
Acho humoristico e no entanto a mania de se pensar que os tempos actuais e que sao sempre os de maior decadencia, como se o passado e o futuro nao existissem e o mundo se resumisse a nossa pequena existencia e conhecidos proximos... Existem vasos egipcios datados de um bom par de milhares de anos AC garantindo a decadencia da sociedade por os jovens nao terem respeitos aos anciaos etc e tal... uma de duas, ou os jovens sao incrivelmente incompetentes ou os anciaos ao fim destes anos todos pouco aprenderam sobre mudanca e decadencia...

Lowlander disse...

Nao passa pela cabeca da nossa luminaria blogger que a musica electronica e criada por computador de hoje sera daqui por um par de seculos (ou menos ainda) chorada por outras luminarias como ela porque esta a ser substituida por outra coisa qualquer, quem sabe, um piano.

PS. Gostei do post no conta-natura.