segunda-feira, agosto 22, 2005

Filantropias e amabilidades

Já não é a primeira vez que o comentador autodenominado Lowlander me distingue com diamantes lapidados nas misteriosas oficinas da sua intiligência (é mesmo com "i", acalma-te Homem-Prontuário). Pela insistência, concedo-lhe honras de primeira página e, a título raro e excepcional, de resposta.

Eis o diamante (acerca do postal "O Apocalipse pode ser rentável"):
«Um verborreico lamento de alguem profundamente angustiado com a sua propria inadaptacao e consequente inutilidade neste mundo. »

E eis a resposta:

Supino Lowlander,

Verifico, deslumbrado, que Vocência fotografou com minúcia exemplar o meu lado escaninho, ogresco, soturno. Mas deixe que o informe que possuo também um lado sintético, felizardo, pimpão e enturmadinho, bastante adequado aos tempos que correm e aos excrementos que, todos contentes, correm junto com eles, regra geral agarrados à sola dos sapatos. Quer ver?
- E se Vocência fosse bardamerda?!...
Viu? Não fui sintético, pragmático, optimista e filantrópico?... Um verdadeiro 4 em 1, melhor que certos shampôs: ablui, amacia, escalpa e desinfecta.
Mandar bugiar cretinos, toininhos e penteadinhos mentais -quer maior utilidade no mundo que esta? É um must, uma ocupação essencial, far-me-á a justiça de convir! Nem imagina, o Lowcoiso, como eu me retouço e regalo neste mister. Direi mais: é com verdadeiro espírito missionário, com porfiado ímpeto benemérito que o encaro.
E agora vá, vá, boa alma, e faça uma muito boa viagem!...

11 comentários:

josé disse...

AHAHAHAHAHAHAH!

Dodo disse...

Eu cá acho mal que se mande o gajo levar no olho, assim sem mais. Não entendi absolutamente nada, mas o encadeado palavroso que ele se dignou escrever pareceu-me até catita: boa sonoridade, fluidez natural e fácil de decorar. Belíssimo arroto a postas de pescada. Parece-me reconhecer o estilozinho, o despojamento de sentido, o arrazoado aramaico. Muito nítida pegada, em apenas 17 palavras.
Pois. Nosso Dragão vai fazendo sombra, está visto.

josé disse...

Pois o meu riso despregado tem mais a ver com o comentário acerbo, num teclado sem acentos...

Takitali disse...

Concordo, com essa do teclado! Mas o estilo é idêntico à “ex-turbo-micro-AntónioMariaCardoso”. (cpy-right solicitado ao Caguinchas)
Eles não sabem, nem sonham o que é uma bola colorida!?...
Jovens escribas bem mandados, de alguma redacção de um qualquer “turbo-micro-Jornal-GT??”
Aproveito para o felicitar, pelo brilhante postal!
Da nascente à foz, do vale à montanha – (que nem o ‘cavaleiro monge’)- só o Dragão tem unhas para estas guitarradas.
Com sua licença, subscrevo na integra. Obrigado e um abraço.

Lowlander disse...

Caro Dragao,

Boa tentativa mas nao e com um meio insulto arrotado entre doses de Prozac que se livra do seu "lado escaninho, ogresco, soturno".
Esse por la continua e continuara.

Oh! Sim! Os textos sao magnificos! A sintaxe irreprimivel, as metaforas e hiperboles excelsas e o vocabulario infidavel, outra coisa nao seria de esperar de uma boa salmonelose intelectual...
Mas o que diz de concreto para la dos urros e lamentos interiores?

Hoje e uma bardamerda sintetica inspirada num desconhecido.

Meu caro, nao perca o seu umbigo de vista. E que perdendo a musa, nem a prosa e a mesma...

josé disse...

lowlander:

O que há a exigir mais quando alguém se excede numa qualidade, nem que seja a da escrita em blogs, neste caso em forma de excelência?

A linguagem agreste pode ser um escape para a indignação interiorizada.
E motivos de indignação não faltam por aí a pulular.
Não são aqueles que nos provocam essa indiganção, dignos de levar umas vergastadas verbais?!

Que mais podemos fazer?!

Respeitar quem desrespeita sistematicamente a inteligência comum, com o objectivo de furar a vidinha do costume?!

Por mim, os furões merecem cão acirrado, pois o que eles querem acima de tudo, é a caça que é de todos e não só de alguns.

Pode dizer que se correm riscos de morder um inocente coelho na caça aos texugos que fedem. Pois correm.
Veja lá o perigo! Coitadinhos dos coelhos...

zazie disse...

ahahahaha boa dragao! aqui de terras de sua majestade gramei esta corrida a esse rapaz que tambem me anda a azucrinar o orelhame ha muito.
beijocas e agora vou ler o resto a correr que tenho ali umas gargulas a espera.

takitali disse...

Duas vezes???
Afinal parece que se confirma!?
O neo-sub-inspector, deve estar a fazer o tirocínio para chefe de brigada, ou escalão superior...
(…) O muro não caiu, está de pé, aqui em Portugal! (...) Uma união soviética qualquer, alojada no inconsciente colectivo, embrutece e tiraniza tudo à sua volta, e nós, indiferentes, nem sequer nos importamos com isso! (…)
Gran.dola vila morê..ê..na, terra da frater.ni.dá..á..de, o Low..lá.. é.quem (mais(?)) ordé..é..na. .,.,
- Ai já não há?!
Agora há muito lander-low…
- Ow Ow Ow.
Quando for assim, o melhor mesmo, é ir para a casota e esperar pelo dono.

Lowlander disse...

Caro josé,

O que exigir mais pergunta?
O costume que se deveria exigir a todos: responsabilidade (na medida em que se tenha pensamento consequente), lucidez, prudencia e humildade nos topicos de que nao se percebe nada ou pior ainda, de que se percebe parcialmente os contornos.
O cinismo e um passo essencial na procura do conhecimento mas o seu perigo e a degenerescencia em pessimismo acido e imobilista.

Anónimo disse...

Mas ka ganda melga. Foda-se!

(001)

ch'an disse...

A inutilidade é consequência da inadaptação? Não fazia a mais pequena das ideias. Brutal.



Dragoscópio rula.