segunda-feira, junho 20, 2005

E agora para algo realmente urgente e importante...



ABAIXO ASSINADO


Nós, abaixo assinados, vimos por este meio, junto de Vª.Excª, digníssimo Dodo (sem t), aliás 001, para que se digne reabrir a sua chafarica superlativa e, de caminho, retire aquela lápide irritante que, nomeadamente, um tal Dragão já deita pelas escamas.
Mais requeremos a Vª. Excª que, por amor de Deus e da Virgem Santíssima, repense esse passamento intempestivo e medite profundamente no velório a que nos está a sujeitar, coisa de partir o coração a um rochedo e de fazer debulhar em lágrimas um Huno.
Esperamos, pois, em excruciada assembleia, que Vª. Excª aquilate da excelência das nossas razões e vá de boamente ao encontro dos nosso justos desideratos. Caso contrário, com imensa pena nossa, teremos de recorrer a medidas extremas, como, por exemplo, delegar no supracitado animal mitológico, guardador de poderes incomensuráveis e truques mais que muitos, a missão de o recambiar ao lugar devido.
A maré não está para retiradas. Não menospreze, Vª. Excª, o seu valor, a sua importância no combate à bosta que ameaça soterrar este velho e desvalido país, nem, sobretudo, a paciência do nosso Dragão de serviço.
Arrepie caminho, enquanto é tempo. Quem o avisa seu amigo é. Vêem-se caras, mas quando se vêem dragões já é tarde de mais. Nem tudo o que bloga é coiro. No blogar é que está o ganho. Pássaro prevenido vale por dois. Etc...
...
Dragão

(os restantes, e espero que sejam muitos - senão é que temos mesmo o caldo entornado e eu fecho também esta merda!...- assinam mais abaixo, na caixa de comentários)
PS: A sério. Não me façam mesmo chatear.

18 comentários:

Anónimo disse...

Assinado com as duas mãos, porra!

Anónimo disse...

Foda-se!
Uma lápidezinha aqui também é que era!

PedroMS disse...

Assassinado, perdão...Assinado!

100 nada disse...

assinado.

Catarina

Anónimo disse...

ahahahahah

timshel disse...

"eu fecho também esta merda"

porra, com ameaças deste calibre, eu também assino por baixo

MLeiria disse...

Assinadão!...

Afonso Henriques disse...

Assinado.

josé disse...

Pá, grande dragão!

Eu sei que ao dizer que assino isto, diminuo a minha liberdade de dizer sim ou não ou talvez ou- que se foda!
Quando vejo estas interpelações, lembro-me sempre de uma história que o Zappa contava e que tinha ocorrido num dos seus concertos: em determinada altura, a turba multa, entusiasmada com o ambiente feérico de luz e som, acicatada pelo maestro excelentíssimo, estendeu o braço em saudação nazi, como se nada fosse e apenas em reflexo incondicionado, seguindo o exemplo provocatório do mestre.
O maestro estarreceu e lembrou que os carneiros eram assim. E desligou os amps. Acabou ali o espectáculo e a overnite sensation.

Claro que não é o caso, nem nada que se pareça. Mas lembro-me sempre de que não gosto de seguir encarreirado.
Não gosto de comícios; não gosto de reuniões com palavras de ordem; de formaturas em perfil e de multidões de futebol. Não vou ao futebol porque nem quero cantar os hinos histéricos e prefiro ficar em casa.

Aqui no blog, fico na mesma. Individualmente, gosto de ler. Em colectividade, já me custa. E se me pedem abaixo-assinados, recuso.

Mas digo que o blog do Dodo merece visitas e espero que o tipo/a continue.
Como espero que este prossiga, pois é um dos melhores do universo português da blogos.
A escrita é excelente e a originalidade segura. E como todos sabemos, esta não se compra ao molho na feira das cebolas.

Não assino, mas apregoo a excelência dos dois blogs.

timshel disse...

eu nem sequer li o tal godot nem me interessa saber do que ele está à espera

isto é uma assinatura pragmática mais ou menos parecida com as declarações que fazem os reféns à televisão com uma arma apontada à cabeça

MP disse...

Pois é oh Dragão, 'não está com nada' essa de fechar a chafarica se a turba não assassinar, digo, assinar.
Pronto, 'tá' assinado.
O Dodo é um blogger com substância, e por tal merece reconhecimento.

Isto de publicar é um acto voluntário; livre e responsável. Como se 'chega' também 'se parte', sem mais; sem alegrias ou tristeza, é apenas mais uma experiência de vida.
Como dizia o 'outro':
Quando eu partir toquem fanfarras.

dragão disse...

A ocasião não está para debates e elucubrações.
O Timshel é que está a ver bem o problema.
No meio da tempestade não se fazem comícios.
E só uma ligeira correcçãozinha: não é apenas uma arma apontada à cabeça: é um lança-chamas!

Entretanto, o gajo, a ave, se bem o conheço, agora aproveita para se fazer de novas e manda-me à merda.
Esquece-se, o peralvilho, que eu tenho já engatilhado o plano B...

Vasco disse...

"Dasse", para situações de crisa, cá estamos. Dragão, não te passes...

zazie disse...

era só o que faltava, um dodo virtual é tudo o que nos resta. Estaminé aberto e uam beijoca, sô Dodo

Hipatia disse...

Só vim pôr a cruz; ou prefers um X?

Mano Pedro disse...

Quem escreve uma teoria como a "Teoria Geral da Mine" (uso-a diariamente,a mando do meu médico, para tratar a gota e a depressão) contrai obrigações para com a sociedade blogoesférica das quais não pode, a seu talante, exonerar-se só porque, num dia de pouca inspiração, resolveu afixar uma lápide à porta.
O Dodo já é património cultural, histórico e paisagístico da blogoesfera. Está blogoesferizado, e isso é uma conquista de Abril, perdão, é uma conquista irrerversível dos blogadores.

Se ele se for embora, está lixado comigo!

A disse...

Então, sendo assim, também assassino.

Dodo disse...

Mas que raio de toque a finados é este? Cáspite, lá dizia nosso Eça. Fui só ali e voltei, carago. Se "pracaso" me tivesse dado a travadinha, uma boquita foleira como a do 2º anónimo teria feito renascer e remoçar qualquer decrépito cadáver, mesmo a Lili Caneças, quanto mais eu - morto e enterrado há mais de 400 anos!
Saúde.