quarta-feira, junho 22, 2005

A importância de se chamar Dragão



Bruce Lee, o mestre, tinha como cognome "pequeno dragão".

É nesse manancial que deve ser tributada, em grande medida, a minha graça.

Desapontem-se os beatos da bola que, à viva força, me agrafavam ao tótem FCP, ou quaisquer outros religiosos similares com visões apocalípticas paralelas.

A única arte que por aqui se cultiva é a arte-marcial: a escrita como forma de kung-fu. Ultimamente, até, um kung-fu tauromáquico. Em vez de matracas*, bandarilhas. Mas isso é já requinte meu. Ou melhor: adaptação aos oponentes.

Julguei que tudo isto estava bem batente. Mas dada a iliteracia regional -pelos vistos, infestante e campeã - tem que se estar sempre a meter explicador.


* Nome técnico - Nunchaku

5 comentários:

CotadaEmBolsa disse...

Por mim não se mace... eu tenho "explicador" incorporado por mutação genética.

Luis disse...

Fiquei esclarecido

Anónimo disse...

O * é um pormenor interessante...japonês!~

Legionário

timshel disse...

é verdade que fazes bem em esclarecer esses mal-entendidos futebolísticos (eu próprio, há uns meses atrás quando aqui caí, dei uma vista de olhos apressada e retirei com a conclusão que esta merda era bosta para alimentar zombie do estádio do dragão)

agora penso que não era só para alimentar zombie do estádio do dragão

eles - e outras espécies fantasmagóricas - vêm-se aqui alimentar junto do que eles julgam ser o original dragão, o leviathan. Só que este dragão nada tem que ver com o honorabile Rahab.

é uma contrafacção destinada a iludir os incautos (o próprio Deus deixou-se enganar eheheh) e os tristes monomaníacos da bola/FCP (e outros mentecaptos tipo FN) devem espremer os miolos para perceber o que aqui se passa (enquanto espremem os miolos acalmam-se com a bosteirada e o esforço e deixam-se tar em casa sossegadinhos em vez de irem a manifestações cheias de merda até ao pescoço)

ora o que aqui se passa é nada

o dragão tem a mania das visões apocalípticas (é característico da espécie)

agora a sério ó dragão toma lùa um brinde porque eu gosto muito de ti:

I damn you all to hell
I speak in the name of god
I know him intimately
I speak in the name of the white haired old man in the clouds
Always a man
Dispensing lightening justice from his fingertips
As self-righteous and bigoted as those who created him
A cruel desert god with absolutely no sense of humor
How do you feel old man?
How do you feel?
Being spoken for by these self-righteous fanatics
Is heaven full, oh lord, of these babbling preachers and
God-fearing biggots
Well I know where I'd rather be
Away from this cacophony

dragão disse...

Isso da contrafacção significa que já não sou "genial"?...
Fui destituído a dragão-pechisbeque?...Se assim é, ora bolas!...