quarta-feira, janeiro 31, 2007

Desavaganças

«Sócrates quer empresas portuguesas na China».

Convém que desocupem espaço para as empresas espanholas em Portugal.

Mas por mim, ia ainda mais longe : despachava as empresas para a China e os políticos para o Pólo Norte.

8 comentários:

Anónimo disse...

Caro Dragão,
É do conhecimento global, os tropismos e os atavismos psíquicos tradicionais sobre a fobia e ódios de estimação contra os "anti" dos portugueses. Por conseguinte, é do conhecimento geral o anti-espanholismo, o anti-inglesismo mas, o "anti-chinismo" é de todo inédito nos circuitos internacionais!
Hoje, hic et nunc, como europeus que somos, como europeus pós-nacionais que queremos ser, é preciso refazer a alma e engendrar outros sonhos, crendo noutras esperanças, viradas para o futuro.
Afinal, somos neo-europeus, mesmo que tendamos a ficar na causa da cauda do pelotão da EU em termos de desenvolvimento, produto interno bruto e outros indicadores de sucesso e progresso específicos do nosso país, é irrelevante perante o facto de nos termos libertado desse cantinho litoral claustrofóbico.
Deixa que os nossos empresários aprendam a sobreviver sem as "cunhas", as "influências" e sem o proteccionismo estatal! Precisa-se de uma colectividade essencialmente virada para fora, em ek-stasis permanente!
Relativamente aos "políticos" sossega! Esses, têm os dias contados! A privatização do mundo enfraquece a capacidade normativa dos estados. Ela coloca sob tutela os parlamentos e os governos. Ela esvazia de sentido a maior parte das eleições e quase todas as votações populares. Ela priva do seu poder regulador as instituições públicas. Ela mata a lei.
Dragão, por favor, aprende a viver no habitat planetário e com gente viva!

"Portugal não é um país pequeno"
Eheheh!

pvnam disse...

Anónimo das 3:00 PM, não precisas de dizer, tu és JUDEU.


--- Judeus portugueses, judeus franceses, judeus turcos, judeus iranianos, etc... HaHaHaHaHaHaHaHaHaHaHaHa... é tudo música para otários.
--- Só os PAROLOS é que acreditam que os Judeus - espalhados pelo Planeta - vão 'trocar' a sua Identidade milenar... por... Identidades Artificiais/Conjunturais: que aparecem... e depois são substituídas por outras...
--- MAIS, não é por acaso que os Judeus espalhados pelo Planeta [uma observação: os Judeus controlam a Alta Finança mundial; logo, eles controlam muitos Grupos Económicos] são uns FEROZES INIMIGOS das Identidades Étnicas Autóctones: para os Judeus, a ÚNICA Identidade que possui o Direito de Sobreviver no Planeta... é a Identidade Judaica: os Judeus procuram impedir, a todo o custo..., que as outras pessoas possuam Identidades Sólidas, Autónomas e Independentes -> capazes de sobreviver MILÉNIOS...
--- De facto, para os Judeus, os outros indivíduos deverão ser, tão somente, Mercenários que 'saltitam' de Identidade Conjuntural em Identidade Conjuntural... --> há milhares de anos que [de acordo com os seus interesses] os Judeus promovem quer a formação, quer a dissolução, de Identidades Conjunturais...
--- Ou seja, para os Judeus, os outros indivíduos deverão ser, tão somente, Mercenários Saltitões que saltitam de Identidade Conjuntural em Identidade Conjuntural.


O legítimo Direito as Separatismo: : separatismo-50

Akher disse...

Caro Pvnam,
Compreendo a labiríntica problemática indentitária nacional. Não deve ser fácil descer às catacumbas da memória para relembrar as manifestações de ódio étnico e das formas extremas de intolerância traduzidas em medidas de xenofobia, como a descaridosa explusão dos Judeus (édito de D. Manuel I, em 1497) e o posterior estabelecimento da Inquisição, tribunal persecutório e monstruoso torniquete para opressão das almas e das consciências, tendo em vista, deixar o país "juderein" (limpo de judeus).
Aparte disso, confesso uma admiração profunda pela capacidade de sobrevivência, mesmo quando recorrem à vitimização, para justificar os seus meios de atingir objectivos.
Conheces algum povo, num território exíguo, árido, escasso de água doce e rodeado de inimigos, tenham conseguido, em 60 anos, colocar no terreno imagiologia hiperespectral para ver através da camuflagem: radares de alta potência para detectar alvos subterrâneos; laseres de múltiplas cores para transmitir quantidades incríveis de comunicações; laseres de alta potência para abater mísseis inimigos e proporcionar uma defesa de proximidade a aviões e outras plantaformas de projecção de forças; UAV em órbitra sobre as áreas de interesse que detectam dispositivos electrónicos inimigos ou projécteis inimigos e calculam a localização dos trasmissores ou das armas quase instantaneamente!? Com cerca de 164500 efectivos (Portugal tem 43600), e que apesar de disporem de um Estado desde 1948 são quatro vezes mais numerosos fora de Israel!?
Não inventes, Pvman, esta gente tem a inegável excelência nos seus vários domínios de actividade.
A identidade devia inscrever-se nestes registos historiográficos sem as omissões patentes, sem receio de assumir culpas que têm passado como esquecidas, freudianamente esquecidas: só se esquece o que se quer esquecer..


P.S: não sou Judeu! Corre-me nas veias sangue luso/romano e sou mulher.
Para evitar confusões, decido-me por um nome:

Akher (estrangeira)

pvnam disse...

Toda a gente sabe que os Judeus são o povo mais inteligente do mundo: são aproximadamente 0,25% da população mundial, mas ganharam mais de 20% dos prémios Nobel.

Eu apenas acusei os Judeus do facto de eles serem INTOLERANTES para com as Identidades Étnicas Autóctones.

Akher tu és um Judeu (Judia ?) inteligente... mas... tiveste uma pequena distracção... e descaíste para um Tique Judaico Inconfundível:
- quando os Judeus são acusados de qualquer coisa... muitos Judeus reagem com a cassete do costume: «Inquisição, Holocausto Nazi-Hitleriano, blá, blá, blá,...»

Akher, não precisas de dizer mais nada; foste desmascarado(a).


Respondeste ao texto do Dragão com «...Eheheh!».
Como eu falei em Identidades Étnicas Autóctones e em Separatismo... perdeste o sentido de humor... e já não respondeste «...Eheheh!».

Todavia, sabes muito bem que irá ser muito difícil implementar o Separatismo... pois os Movimentos Nacionalistas/Identitários estão infestados de AGENTES INFILTRADOS... que pretendem conduzir os Nacionalistas/Identitários numa suicida fuga para a frente.

pvnam disse...

ANEXO:
[antes que seja tarde demais]
---> É URGENTE Reivindicar o legítimo Direito ao SEPARATISMO ÉTNICO AUTÓCTONE (a divisão dos países):
1) um espaço ( 50% ) de Competição Global: para os 'Globalization-Lovers'...;
2) outro espaço ( 50% ) de Reserva Natural de Povos Nativos: para a preservação das Identidades Étnicas Autóctones.

Akher disse...

Caro Pvnam,
Estás a delirar, não estás?
Em primeiro lugar, é impossível reivindicar seja o que for quando não existem condições para formar-se uma sociedade politicamente organizada que lhe confira uma matriz de soberania.
Em segundo, é do conhecimento geral que esses países não têm capacidade de controlar aspectos fundamentais da sua vida económica, social ou política devido ao domínio dos países industrializados sobre a economia mundial. Aliás, é demasiado óbvio que os países industriais não desistiram dos seus interesses coloniais, exercendo na realidade um controlo político alargado sobre os países latino-americanos, africanos e asiáticos. Contudo, fazem-no agora através da pressão económica e da exploração da sua superioridade no mercado para obterem vantagens injustas no comércio internacional. Na verdade, a maior parte da ajuda para o desenvolvimento desses paises provém dos Estados capitalistas, o densenvovimento naqueles paises está intimiamente associado aos interesses economicos do Ocidente.
Por último, independente dos "agentes infiltrados" Ocidentais, responde-me com franqueza: acreditas na solidariedade entre xiitas, sunitas, druzos, (estes em clara minoria) católicos, ortodoxos? Entre Sudaneses? Entre Hutus e Tusis no Ruanda e no Bonrundi? Entre o Ruanda e o Congo? Entre a Etiópia, a Eritreia e a Somália? Entre Marrocos e a Argélia? Entre o Uganda e a Tanzânia? Entre o Sudão e o Shade? Entre Nigerianos? Entre Liberianos? Entre a Guiné e o Senegal?
Caro Pvman, é demasido complexo simplificar de forma clara e sem equívocos a prática do Real Politik.


P.S: Lê o post que deixei em "Entrevistas de Nuremberga – III" sobre o oportunismo que serve para legitimar as intervenções actuais dos que foram outrora acusados e, reconheçe, de uma vez por todas, que não sou Judia!
(Para evitar mais cenas de ciúmes, aqui vai um sorriso: Eheheh).

Anónimo disse...

"Toda a gente sabe que os Judeus são o povo mais inteligente do mundo: são aproximadamente 0,25% da população mundial, mas ganharam mais de 20% dos prémios Nobel.
"

Completamente Falso. Só quem não sabe como a ciência funciona é que acredita em tangas destas. A verdade é apenas porque são de longe os mais sacanas e os mais mafiosos.
Quando levam nas trombas são umas grandes vítimas, mas "esquecem-se" da merda que andaram a fazer antes.

É quase o mesmo que dizer que os maçons são os melhores governantes porque quase controlaram a política durante os últimos séculos.

Nada de mais falso e mentiroso.

Anónimo disse...

"ciência"