quarta-feira, fevereiro 03, 2016

Psico-guilhotina, ou A principal Via Infecciosa



No Texas, acabam de descobrir, logo à primeira tentativa, que o Zica também se transmite  por via sexual. Todavia, o mais horripilante (e talvez por isso se tente manter em segredo, para evitar alarme social) é que se transmite sobretudo por via televisiva. O Zica e uma série de outras patologias mórbidas que causam, em torrente maciça e ininterrupta, atrofia encefálica epidémica. Que só não é micro, porque é nano. Nos melhores casos. Na maioria é mesmo nihil, ou acefalia completa. Como já fundava e prescrevia a Santa Guilhotina de Paris.


16 comentários:

Take Direto disse...

A microcefalia e as dificuldades cognitivas estão intimamente relacionadas com as redes sociais também.

João José Horta Nobre disse...

Mandá-los todos foder ainda é pouco, muito pouco!

Josephvs disse...

Pensei Q era só eu :)

https://jonrappoport.wordpress.com/2016/01/28/is-the-dreaded-zika-virus-another-giant-scam/https://jonrappoport.wordpress.com/2016/01/28/is-the-dreaded-zika-virus-another-giant-scam/

Anónimo disse...

Só mesmo o Dragão lol lol lol lol lol lol ... ...
Carlos

Anónimo disse...

Quando me vêm com a importância do "Faice Booke", olho para eles e penso: pobres coitados, necessitam mesmo de ajuda urgente.

JJB

marina disse...

parece que entretanto quem está a pensar fazer um belo negócio na mercosur é a indústria dos insecticidas... pulverizações massivas é o que se fala já . e vai tudo a eito , o best seller zica e os outros insectos , abelhas incluídas , decerto. e as pessoas , que não morrem da doença mas sim da cura.



Ricciardi disse...

Matar a bicheza que transporta o vírus parece-me bem.
.
Pulverizar para matar selectivamente a mosquita que o transmite sem incluir as abelhinhas (a ciência tem destas maravilhas) ainda melhor. As teorias da conspiracao estão ao rubro nas camadas microcefalas da sociedade. O que prova que não é preciso o zika para produzir efeito semelhante. Evidente é, também, a oportunidade de negócio que a matança do vírus despoleta.
.
Já Keynes dizia que se inventarem que existe umas boas toneladasbde ouro enterradas debaixo da terra a uma profundidade nunca antes alcançada pela técnica, a inovação, o empreendedorismo, a ganância encarregam-se de despoletar uma chusma de gentes dispostas a investir e trabalhar para o alcançar. Nesse processo inventam-sr máquinas, cientistas são contratados, engenheiros, restaurantes abrem, construtores constroem... a economia cresce, o desemprego baixa, as condições de vida melhoram...
.
Qdo chegarem à conclusão que não existe ouro enterrado (processo lento), a sociedade evoluiu e estará na altura de produzir outra esperança.
.
Rb

Ricciardi disse...

A esperança (confiança) e a economia estão ligadas umbicalmente.
.
Não só a economia. O ser humano e a esperança também. A esperança, não a Esperança.
.
Foi com esperança que a senhora Mãe do dragão o produziu, com a inestimável ajuda do senhor seu pai.
.
Rb

marina disse...

os livros e discursos de auto ajuda são noutra secção , RB , ali nas prateleiras/blogs de esoterismo. penso que aqui ninguém quer ou precisa comprar .

Um dos da "mesma" origem disse...

Ó seu lambe botas, o Pai do Dragão escreve-se com P de Pai e não com p de papagaio. Ao menos lamba a coisa bem lambida.
Porra, que nem lamber botas o "eleito" sabe.

Sim pá, nós já sabemos que a esperança na ganância é o seu forte.

Lol, o papagaio Rabichas agora virou no pregador da esperança foi?
Eu cá só conhecia o endireita da esperança.

muja disse...

O problema é quando isso cria problemas ainda maiores.

Nas mais das vezes essas espertezas saloias despoletam uma cadeia de reacções. As coisas não existem no vazio. Estão interligadas e dependem umas das outras de maneira muito complexa.

Mesmo que fosse possível matar os mosquitos - e só os mosquitos - o mais provável era isso abrir espaço para outra coisa qualquer, imprevisível.

Os problemas de mosquitos já têm solução há muito tempo: condições sanitárias e de salubridade mínimas e mosquiteiros.

Mas isso não dá tanto lucro...

marina disse...

continuando com as "conspirações" e lá vem a Monsanto a reboque , claro :


http://www.reduas.com.ar/informe-de-medicos-de-pueblos-fumigados-sobre-dengue-zika-y-fumigaciones-con-venenos-quimicos/


2. Se detecta aumento de malformaciones congénitas en forma muy llamativa, sobre todo microcefalia en recién nacidos. El Ministerio de Salud brasileño rápidamente lo vincula con virus Zika. Aunque desconoce que en la zona donde viven los enfermos desde hace 18 meses aplican un larvicida químico que produce malformaciones en los mosquitos, y que este veneno (piriproxifeno) el estado lo aplica en el agua de consumo de la población afectada.
3. Las epidemias previas de Zika no generaron malformaciones en recién nacidos, a pesar de infectar al 75% de la población de los países, tampoco países como Colombia registran casos de microcefalia y si mucho Zika.

Josephvs disse...

Eugenics :)

https://padrepauloricardo.org/blog/o-zika-virus-e-a-reascensao-da-eugenia?utm_source=Lista+de+E-mails+%5BPadre+Paulo+Ricardo%5D&utm_campaign=cc7e2185df-as-filhas-da-vaidade-2016&utm_medium=email&utm_term=0_a39ff6e1ce-cc7e2185df-406267201&mc_cid=cc7e2185df&mc_eid=d58b9b7e67

Anónimo disse...

Não são precisas horas; é preciso saber procurar. Em pouco tempo se fica a saber que o mosquito vector (deste e de outros vírus), existe no planeta desde há milhões de anos, mais ou menos nas áreas tropicais. Se as doenças transmitidas fossem assim tão graves e numerosas, já não haveria pretos nem tupis.
A Sciência tem de inventar um mosquito para as zonas temperadas para que brancos e amarelos comprem vacinas. Ou álcool para desinfectar.

Apache disse...

Deixando a propaganda e a imaginação fantasiosa e concentrando-nos na realidade, sejamos claros:
A febre de Zika aparenta ser uma variante menos severa da Dengue;
É uma doença transmitida pela picada do mosquito Aedes Aegypti;
80% das pessoas afectadas não desenvolvem qualquer manifestação clínica da doença. A generalidade das restantes, apresenta erupções cutâneas muito superficiais, que desaparecem ao fim de 3 a 7 dias sem necessitar de qualquer tratamento.
Uma pequena percentagem de pessoas infectadas apresenta febre (relativamente baixa) ligeiras dores nas articulações, na cabeça ou em pequenos músculos, sendo medicadas com paracetamol (como é habitual em sintomas idênticos, como por exemplo, nas constipações ligeiras);
Quanto à associação da doença à microcefalia, ela é tremendamente especulativa, não havendo (para já) sequer correlação estatística entre ambas, quanto mais causalidade entre uma e outra. No Brasil, falou-se em 4180 casos suspeitos de microcefalia que, após análise, resultaram em 270 confirmações. Dos 270 casos, 6 são de mães que tiveram a febre de Zika, ou seja, o Zika atingiu cerca de 2,2% das mães de crianças com microcefalia. Não conheço estatísticas sobre a percentagem da população anualmente atingida pela doença, mas certamente não será inferior à da Dengue, que abrange anualmente, em média, cerca de 4% da população.

marina disse...

exacto . por que razão todo este alarido e vacinas e pulverizações e mais o diabo a quadro ? money , money ...

e contam aí num link acima uns médicos que noutras zonas do zica não há para lá microcefalia ; há na zona onde o estado brasileiro espalhou um larvicida ( um químico para matar ovos de mosquito ) na água ..