sexta-feira, junho 29, 2007

Insólitos domésticos

Acabo de assistir a um fenómeno insólito: o mini-nistro e descomunal fungo Correia de Campas a exlicar ao Telejornal da RTPum a razão bestial porque demitiu a tal directora do Centro de Saúde Não Sei das Quantas. Imagine-se, exonerou-a porque a infeliz só dispunha como habilitação de uma simples licenciatura.
Lógica sublime: uma licenciatura não é bastante para dirigir competentemente um Centro de Saúde, mas uma licenciatura, ainda por cima manhosa e mal atamancada, é mais do que suficiente para dirigir um país. Quer dizer, para tratar da saúde a uma vilória não serve, mas para tratar da saúde a um país inteiro é magnífica.
Implicitamente, o Curreia, de seguida, vai demitir quem - o Primeiro-Ministro?

7 comentários:

Tartaruga dos Pântanos disse...

A lógica pára, escorrega e arrenega-se a si mesma nos umbrais de S.Bento.
Chamar fungo ao Campas ainda é gentil. Deve ser da sua boa educação, caro Draco.
Eu acho que ele, com a sua bacteriotropia crónica, é a Encarnação do Virus da Sida.
De resto já foi averiguado que os títulos académicos do Campas, que incluem um professorado são frágeis, não chegam para se intitular professor.

Temos um Governo de académicos com títulos trémulos. Por mim, irei exibir uma saúde escandalosa durante o consulado do Bolor Socialista.

Anónimo disse...

Ora aí está uma expressão de causar inveja: "Bolor socialista". :O)


Dragão

Alfredo F. disse...

Tem sido sempre com curiosidade (mórbida!) que venho observando ao longo dos anos, a inacreditável e persistente degradação da classe politica. Quando penso que já batemos no fundo e pior já não é possível, eis que aparecem sempre uns infelizes para demonstrar que estava a ser demasiado optimista.
A impressionante corja de imbecis que formam este governo, não tem descrição. A única forma que vislumbro de não regredirmos neste consistente abandalhamento, é a de o próximo primeiro-ministro ser o “Emplastro”. Assim de repente, não vejo mesmo outra, e mesmo assim, com aqueles dentinhos novos, não sei não…

Anónimo disse...

Vivemos no verdadeiro socialismo de miséria, tão criticado pelos socialistas do Prec. Esta gente tem perfil de trolha:é tudo à martelada!

Lusgon disse...

De imbecis prepotentes estão as universidades e administrações públicas cheias. Porque que os cabecilhas desses grupos haveriam de ser diferentes. É a matéria prima que se tem, esses, e os iluminados inconstantes e inconsequentes que por cada coisa certa que dizem tentam impigir um carrada de teorias da treta.

josé disse...

Dragão:

Já ouviste falar na Paris Hilton?

Gostava de ler qualquer coisa sobre o assunto. Por mais que tente, não sou capaz de lhe dar o condimento necessário e essencial. Só me dá vontade de entristecer. Ou de me interrogar se estamos num manicómio e nem damos conta.

Anónimo disse...

José,

a Paris Hilton é mais matéria do foro do Engenheiro Ildefonso Caguinchas.
Nesse ramo, o único nicho em que sou erudito chama-se Veronica Zemanova. Aliás, existe um verdadeiro cisma entre mim o Engenheiro por causa disso. Além do futebol, claro está.
Mas não te preocupes: estamos de facto num manicómio. E eu, pelo menos, dou-me conta. :O)

Dragão