quarta-feira, julho 27, 2005

Lavoisier corrigido

Em Portugal, nada se perde, nada se ganha, nada se transforma. Tudo apodrece.

7 comentários:

Hipatia disse...

E até exportamos a máxima: o artista préviamente conhecido como "Durão" levou pela medida grande do Finantial Times :))

cbs disse...

Amigo Cuspidor de fogo
Voltei hoje de férias e pus-me a brincar no template, especialidade sobrer a qual só sei nada.
Mas descobri a maneira de resolver o problema do espaço em branco:
1. Change Settings
2. Formatting
3. Enable floatting alignement
Aqui estava "yes" e seleccionei "no".
Ficou bom...

Cumprimentos em forma de abraço :)

cbs disse...

Já agora,lembra o Lavoisier, o apodrecimento é também, uma forma de transformação.
Lenta, e por vezes malcheirosa e bedungosa, mas no final... limpinha!
;)

dragão disse...

Caro cbs,
Vou condecorá-lo! Resolveu este problema absurdo que me/nos assombrava. Não era oburaco do défice, mas era decerto família dele, talvez primo em 2º grau.

E tem razão quanto ao apodrecimento: é de acto uma espécie de "transformação". Mas não, certamente, a mais desejável. A não ser, claro está, para as larvas e vermes que se aproveitam e locupletam nela. :O)

zazie disse...

fónix! eu já estava out mas esta do cbs obrigou-me a voltar! até provoca fernicoques uma coisinha técnica assim tão bem resolvida, né?

ehehehe é para estas coisas que uma cabeça masculina serve ":O)))


beijinhos e bom lavoisier para todos (inclusive como diria o doninha)

jpt disse...

Absolutamente falso e derrotista.
(aliás, há muita coisa que arde)

cbs disse...

Aceito honrado a condecoração, amigo Dragão.
Mas que seja de cortiça (já que estamos no mar alto), medalhas de metal pesam muito, afundam a gente
:)