sexta-feira, março 02, 2007

Fito-sanitarices

Um governo que desistiu de impedir, ou sequer desencorajar, as pessoas de se injectarem, quer agora proibi-las de fumar. A seguir também vai proibi-las de darem traques?

8 comentários:

Fadista disse...

Bem, eu acho mais conveniente que optem pelas salas de traque e,já agora, aproveitem o gás para combustível...

Pandora disse...

Estimado Dragão,

Honestamente, não sei se ria ou se chore, face ao verdadeiro “folclore demagógico” que os nossos Governantes, hipócrita e contraditoriamente, nos tentam impor.
MAS, meu caro Dragão, (há sempre um “mas") penso que descobri a verdadeira intenção dos “nossos” falsos puritanos.
As drogas e o álcool (apoiados de foram sub-reptícia pelos nossos doutos governantes) actuam directamente no nosso cérebro e afectam a nossa actividade mental. Diminuem a atenção, a concentração, a tensão emocional e a capacidade intelectual. Podem causar verdadeiros estados de alucinação, de delírio, loquacidade e euforia perante as mais perturbadoras realidades. Ora, o mero cigarrito não faz nada disso.
Se este nosso Governo tenta impedir-nos de fumar e em simultâneo incentiva o uso das drogas e do álcool, é óbvia a intenção: impedir o povo português de pensar e de se tornar um incómodo à Governação. Só mesmo completamente “pedrados” somos capazes de os aturar.
Cá por mim, meu caro Dragão, o Governo pode “tirar o cavalinho da chuva”.
E seguindo os pensamentos de Fernando Pessoa, vou de forma PERFEITAMENTE CONSCIENTE, perseguindo e massacrando todos os palhaços deste Circo do Poder, continuando a saborear “no cigarro a libertação de todos os meus pensamentos. Sigo o fumo como a uma rota própria, E gozo, num momento sensitivo e competente, a libertação de todas as especulações (…). Depois deito-me para trás na cadeira e continuo fumando. Enquanto o Destino mo conceder, continuarei fumando...".
Receba os meus mais cordiais cumprimentos.

Pandora

dragão disse...

Pois eu, cara Pandora, se o proíbem, então é mesmo agora que vou começar a fumar.

Afonso Henriques disse...

Os traques, caro Dragão, serão obviamente proibidos. E por três razões:em primeiro lugar, a sua indiscutível contribuição para o alargamento da diametragem do buraco no ozono. Depois porque agridem,pelo menos em dois sentidos, o olfactivo e o auditivo, os que lhe estão próximos. E, por fim, porque ao poderem atingir determinados níveis decibélicos poderão causar o pânico nas hostes e, por via disso, os seus autores serem considerados praticantes de actos de terroristas.

Erecteu disse...

E eu quero lá saber!
Proíbem o traque, desato ao peido, ou isso também é proibido?

Kzar disse...

Não proibem nada pá, isso é só fogo de vista. Aposto seja o que for que vou por longos anos continuar a fumar nos restaurantes, tabernas, bares e xicotecas de Portugal o quanto me apetecer - e se vier algum cabrão dum comuna higienista a refilar bastar-me-á dizer que então vou embora e não volto (e não volto mesmo).

ch'an disse...

então e acho muito bem, repare o caro dragão que se se injectar não faz de quem o rodeia injectadores passivos.

Erecteu disse...

Bem bolado. A minha opinião é que não vale nada pois eu dou nele que me farto.
Eh! no cigarro, tá bem?