terça-feira, março 06, 2007

Enriquecimento ilícito

Acho muito bem. Desde que, claro está, seja uma lei com retroactivos aos últimos tinta anos. Caso contrário, a iniciativa é, à partida, absolutamente inócua: não adianta criminalizar à posteriori, depois do saque principal consumado - qualquer jurista aprendiz explica isso.
Ao mesmo tempo, devia ser criminalizado o empobrecimento lícito da maioria da população, por acção concertada de bancos, televisões e políticos. E quando, neste caso, digo empobrecimento subentendo a dupla acepção que a palavra pode ter: empobrecimento económico e mental. No segundo caso, julgo mesmo que é difícil empobrecer mais. Alcançou-se o patamar da mais completa indigência. Uma verdadeira miséria franciscana.

8 comentários:

zazie disse...

aahhahah

Está visto. Depois de o ter levado há-de valer muito a incriminação

abrilistasanonimos disse...

Este blog tem uma qualidade que ultrapassa, e muito, a mediania portuguesa.Este post é um exemplo disso.
Mas dou um conselho ao Autor, se me permite: filtre, ou cancele, as caixas de comentários.
A boçalidade destes levá-lo-há ao descrédito, que não merece.
Parabéns pelo seu blog.

Lusgon disse...

O tipo tem razão, não faz nenhum sentido que me permitam comentar aqui. A sério, a cada comentário meu este blog baixa de qualidade. Exijo reparação!!!

josé disse...

Sempre tive a ligeira impressão que em cada abrilista, mesmo anónimo, germina a raiz de um censor.

Pandora disse...

Estimado Dragão,

Apesar das minhas convicções políticas e, por considerar as mesmas perfeitamente acessórias, jamais me filiei no Partido com o qual sempre mais me identifiquei.
O motivo é simples: não penso em coro e não abdico do direito de me pronunciar sem quaisquer amarras.
Não teria qualquer objecção relativamente à eventual criação e respectiva tipificação de um crime de “enriquecimento ilícito” (mesmo não arrogando a sua impossível retroactividade), desde que:
- O mesmo se destinasse efectivamente a combater a corrupção;
- Não fosse um mero malabarismo retórico e mal concebido da paupérrima oposição feita pelo líder do meu partido (que me embaraça sistematicamente)
- E não significasse uma total afronta ao “Princípio da Presunção da Inocência”, consagrado no nº 2, do art. 32º da Constituição da República Portuguesa.
Orgulhosamente e sem receios, visto a minha Toga.
Que retrocesso gigantesco e de atávica alarvidade! Como é possível desejar-se uma melhor Justiça, quando alguém se atreve a substituir o Princípio Constitucional da Presunção de Inocência pelo princípio absolutamente “ditador” da presunção de culpabilidade? Saudosismos?
Face ao exposto, em nada me espanta o conselho que o tal “abrilistasanónimos” se atreve a fazer ao Ilustre Dragão: “filtre, ou cancele, as caixas de comentários. A boçalidade destes LEVÁ-LO-HÁ (choro a rir) ao descrédito, que não merece”.
Realmente este “Abrilistasanónimos” não passa de um proto-fascista, que não deveria envergonhar o nosso estimadíssimo Dragão com a boçalidade da sua escrita.
Receba um abraço pleno de consideração da

Pandora

PS: Senhor Abrilista (convém que continue anónimo) a título meramente informativo e para que V. Exa. não contribua para o descrédito do nosso Dragão, aconselho-o a anotar a seguinte palavra: “levá-lo-á”. Por acaso o Senhor não se terá enganado e não será um nacional-socialista, ou um fascista ou um salazarista anónimo???

zazie disse...

"Sempre tive a ligeira impressão que em cada abrilista, mesmo anónimo, germina a raiz de um censor. ".

Se havia dúvidas, o mundo virtual confirma-o. A censura é de esquerda
":O)

abrilistasanonimos disse...

Pandora:

Tem razão, e peço imensa desculpa pelo erro de português. Obrigado pela sua correcção.
Quanto ao resto... são opiniões, que respeito. As suas só provam que não leu o meu blog,(nem tem que fazê-lo) mas paciência.
Reafirmo o que escrevi no meu comentário-e presumo que a sua raiva não seja de alguma "carapuça enfiada".
O blog é demasiado bom para se sujeitar a comentários no mínimo boçais e vulgares.
É só

abrilistasanonimos disse...

Para que não restem dúvidas, alguns exemplos (via copy past):

"zazie said... esta tem de ser "linkada" 7:34 PM

Carlos a.a. said... Está pr'aqui um homem a deitar contas à vida quando desata a rir feito doido! Não se faz! 10:36 PM

ringthane said... "immediate section 8" %) 11:22 PM

Lusgon said... Quando o letreiro não diz "Dá-se" já é positivo. É impressionante a quantidade de gente que se dá em troca de uma qualquer pacotilha da treta. Que se vendam, mas que se vendam bem caro, que façam o dinheiro deles minguar e a contrapartida crescer o mais possível. Que se lembrem que o futuro está nos bens de valor acrescentado... 1:41 PM"


PERCEBEU?