domingo, dezembro 18, 2005

O que é que a Democracia Liberal tem que não é diferente das outras?...




Realmente, o que é que a democracia liberal tem que as tiranias não tenham?...

Lendo-se este artigo - "The interrogation camp that turned prisoners into living skeletons" - constatamos como, por detrás do chantilly (des)informativo e da algazarra permanente e ensurdecedora das quintas colunas, pulsa, onde afinal sempre pulsou, o esgar crudelíssimo e baboso da hiena.
Mentiria se dissesse que isto me surpreende, um milímetro que fosse. Afinal, não foram os ingleses que, por altura das "Guerras Boers", inventaram os Campos de Concentração?...

Mas, voltando à pergunta inicial, arrisco um palpite: alvará. Alvará para a filha-da-putice mais deslavada e empedernida. Porque enquanto as tiranias exercem com o amadorismo inerente aos súbitos entusiasmos, às irrupções tumultuosas, estas santas democracias, na verdade criptocracias, administradoras do caruncho, agem com fria premeditação, por método sistemático e cálculo sorrateiro. Onde aquelas protagonizam a loucura, celebram o delírio, sucumbem à possessão, estas, ao invés, burilam o esquema, aperfeiçoam a teia, refinam a ciência.
Isso não as torna piores que os despotismos exacerbados, certamente; mas, muito menos, as demonstra infinitamente melhores, como se apregoam e vendem em frasquinhos de banha-da-cobra. Efectivamente, torna-as apenas mais hipócritas. E mais perigosas.

4 comentários:

takitali disse...

http://dragoscopio.blogspot.com/2003/12/bem-vindos-ao-blog-do-drago-era-para.html

Um belo tempo que tenho passado na Vossa companhia. Parabéns e que contemos muitos e felizes Natais!
Um abraço

nelson buiça disse...

Pois foram os 'bifes' foram.
Onde estão as novidades?!
Vorsprung durch tecnhik!


Os sistemas de governação, como TUDO aquilo que é criado pelo Homem, são imperfeitos.
De facto, Homem e Perfeição são conceitos antagónicos.
Os cemitérios do séc.XX estão cheios de vítimas dos devaneios 'perfeccionistas' (logo, idiotas) de um punhado de bestas.

A Democracia é também imperfeita e uma bosta.
Acontece apenas que, malgré tout, é preferível aos outros poios.

Porquê?
Por duas razões:
-Sempre fazem a fineza de deixar um gajo um gajo 'escoucinhar' e 'balir' à vontade.
-Radicam num princípio incontornável da condição humana:

Já que não se pode ser livre*, ao menos que seja criada a ilusão.


*todos os sistemas de organização do Poder (exactamente por organizarem o PODER) são eminentemente totalitários (apresentando-se fritos, grelhados ou estufados....com mais ou menos sal...).
E não há volta a dar-lhe.

Saramago disse...

é tipico o comentario anterior: "não dá, nem tentem, deixem-nos explorar-vos à vontade porque outra maneira não é possível..."

"A utopia está lá no horizonte.
Aproximo-me dois passos, ela se afasta dois passos.
Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos.
Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei.
Para que serve a utopia?
Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar"

Por Eduardo Galeano

Saramago disse...

já nem fica bem chamar-se "democracia liberal"
Na minha opinião "libertinismo" seria melhor.