terça-feira, dezembro 13, 2005

O Neo-Comintern...



Um excelente artigo de Buchanan, de que aqui se transcreve um breve trecho...

«(...)But Trotskyism did not die with Leon Trotsky. It mutated and is today the taproot of that neoconservatism that calls for permanent revolution to advance not global communism, but global democracy. Today, this ideology is embedded in the Party of Reagan and the Bush administration, and neoconservatives are using tax dollars to create and operate their own Neo-Comintern. »


O Neoconismo: um metroleninismo à escala global? A implantação, a toque de bombas, duma Nomenklatura planetária?...

4 comentários:

nelson buiça disse...

Só agora é que descobriu?!
:o)

Ao longo da História (essa puta de cona escrrapachada), sempre houve impérios e pulsões imperiais.

Sempre houve dominadores e dominados.
Os que 'falam' e os que 'baixam as orelhas'.
Isto, desde tempos anteriores aos Romanos (esses bois)...para não falarmos de todos os outros Impérios, inclusivé, o nosso.
Sim (parece impossível), mas já tivemos um.

O pseudo-Império EUA, por mais que os seus dirigentes o quisessem construir, jamais funcionaria em condições.
Nunca um país sujeito à 'Ditadura do número' (como lhe chamam os detractores) se poderia constituir como um Império à escala planetária.
As massas tem humores....
No Vietname, as massas (essas vacas loucas) obrigaram Washington a recuar, o que foi mal, pois, no caso do combate aos comunas, era muy pio o serviço que faziam.


E, já agora, não se fie muito nesse cona de sabão desse Buchanan...que mereceia os Prémios Nobel da Hipocrisia e do Vira-Casaquismo.

O Buchanan é um fascista e, simultâneamente, um anti-fascista...ou seja...é uma pulga.

Esse coleóptero de nome Buchanan fala muito agora.
Mas, quando durante anos a fio foi do Partido Republicano estava calado como um Rato (não o Vasco).
Durante todo o tempo em que PERTENCEU à Administração Reagan (que agora ousa criticar) sempre participou, alegremente diga-se, nessa 'ideology'.

A Admnistração a que pertenceu a bombardear em Granada, em El Salvador, na Nicarágua e a despachar metralha e a apoiar os Taliban contra os russos e , blá, bl´á, que estava aui horas.....e o gajo caladinho.

O Partido entendeu não o apoiar para Presidente e, vai daí, o gajo, fodido da vida, passa a dizer o que diz, cuspindo selvaticamente no prato em que comeu anos a fio.

Foda-se.
(não se fie nesse gajo)
O Buchanan que vá pr'ó caralho.

F. Santos disse...

É só nível.

nelson buiça disse...

O FG Santos tem alguma coisa contra a utilização do vernáculo?!

Os 'bois' devem ser chamados pelos nomes...
Já não há paciência para eufemismos e paninhos quentes.

zazie disse...

também estou de acordo que os bois devam ser chamados pelos nomes. Por isso mesmo não entendo porque motivo o Nelson se escude atrás do nome do Buchanan para não falar dos neo-cons

Eles não são isto?
isso é que importava dizer não era trazer a biografia do outro "boi"

":O)))

eu ainda nem tinha lido grande coisa sobre os tipos e por intuição já lhes chamava revolucionários...

sempre foi este lado de eleitos para revolucionar o mundo que transpareceu nos tipos e nos apoios ideológicos que foram colhendo um pouco por todo o lado.