terça-feira, dezembro 11, 2007

O Holocausto Americano (qual Darfur, qual carapuça!,,,)



Pois é, meus amigos, o horror não acaba. Depois dos alemães lhes terem dado cabo dos corpos, andam agora os americanos a dar-lhes sumiço às almas. Mas como é que isto pode estar a acontecer mesmo debaixo dos nossos narizes nada aduncos? Que hedionda e sub-reptícia metodologia o consumará?
O Rabi explica: Assimilação! Arrepiemo-nos todos: se os alemães os concentravam e gaseificavam, os americanos ainda fazem pior: assimilam-nos. Ao ritmo de 1000 por semana. Voracidade não lhes falta. Estão bulímicos!
O Rabi Lazer Brody anda preocupado, direi mesmo alarmado, e com razão.
Agora a parte mais suculenta:
Quer dizer, se não põem travão urgente ao êxodo das almas, a seguir pagam com os queridos corpos. O G-diesel encarrega-se de mandar um tirano daqueles fresquinhos. Se não vai a bem, vai a mal.

Numa outra mensagem pungente - e extremente divertida, havemos de reconhecer - o Rabi Lazer expele mais revelações formidáveis:
Cá está! Helenismo, esse veneno ancestral. Esse inimigo figadal. O malandro do Homero sempre a fazer das suas.
Tudo isto faz imenso sentido. Se na generalidade do ano, o Rabi anda nervoso e angustiado com a contaminação helenista, em chegando o Natal fica à beira dum ataque de nervos. O nascimento do "tal" irrita-o sobremaneira, contende-lhe com a veneta. Ainda mais quando, por via da assimilação, parece que há judeus que já metem árvores de Natal em casa. Putas ainda vá, agora árvores de Natal... Anátema!, proclama o Rabi Lazer, «Jews plant trees: We don't chop them down, and we certainly don't put them in our homes».
O que o rabi recomenda nesta altura do ano, com devoção reforçada, é o Chanuka. Nada de misturas. O Chanuka é que ilumina devidamente. Ou Hanuká, como proclama Nuno Josué, o judeu profissional cá do bairro. Muito provavelmente, um fervoroso acólito do Rabi Lazer.
Termino com um apelo. Aos americanos: "Oh pá, párem lá com isso, com esse tremendo holocausto! Isso não se faz, pá!... Quanto mais não seja, pensem no amanhã dos vossos filhos e netos, olhem as indemnizações. Se não vos entra na cabeça, vai-vos sair do bolso!..."


PS: Já agora, aproveito para desejar um Feliz Hanuká ao Nuno Josué. Que o seu G-diesel lhe dê muita saúde, a si e a todos os seus congénitos, por muitos e bons anos, que gente assim divertida, e que me faça rir tanto, nenhum outro planeta deve ter.

8 comentários:

zazie disse...

ahahahaha

Isto é uam loucura. Realmente há que tratá-los nas palminhas que humor deste nem por encomenda

":O)))

São completamente paranóicos

josé disse...

Esta história lembra-me a dos irmãos, Jacob e Esaú, contada hoje num jornal, mas que vem na Bíblia.

Esaú era primogénito, logo herdeiro exclusivo do acervo ancestral de bens e privilégios.
Jacob era trabalhador caseiro; Esaú, caçador. Um dia chegou cansado e com uma fome de tal ordem que até as pedras lhe pareciam comestíveis.
Viu um prato de lentilhas que o irmão tinha e pediu-lho. Este, esperto, aproveitou o estado de necessidade e fez logo um contrato: dou-te as lentilhas já, se me cederes o teus direitos à herança, ficando eu no teu lugar.

E assim foi. Esaú, vendeu tudo o que teria por um prato de lentilhas.

Mais tarde, Jacob, mudou de nome: tornou-se Israel, com o destino conhecido, depois das doze tribos que lhe sucederam.

Jacob é um nome antonomásico, desde essa época.

phone-ix disse...

Cada postal do Dragão é um enigma novo.
O de hoje: porque será que sempre me disseram que sou dado ao Lazer?

A.H. disse...

Looollll!
Mais um holocoiso prá colecção.
Os américas que se ponham é a-pau que depois ficam é de bolsos vazios.

Esses rabichas são mesmo doêntes!

Então há-nuke(s)-há? Mas não no irão, só em israel!

jacócó disse...

Judeus,eu gosto.Gosto de os ver entrar pela porta e saír pela chaminé.

Mário disse...

Assim fica explicado a razão dos judeus nunca terem crescido muito em número. Não gostam de sexo.

Anónimo disse...

Olha que o Rabinho Laser ainda acaba por se chatear contigo
Embora já sejas crescidote, vais na mesma parar ao Tophet Ai vais vais
JUDIA - POR QUE OS JUDEUS ESTAO SEMPRE COM OS MUSCULOS DA BUNDA CONTRAIDOS?
JUDEU - Para não peidar quando a barriga fica batendo nas nadegas da parceira.
Chá Lome. (Sabor cáustico, mas previne dar bué de peidos) Para so gentios, uma bananita no sítio certo e acabam-se os peidos

PS
Põe lá a judia nos ombros, não te vás constipar.

__ disse...

O tal Rabi Lazer é um imbecil, de acordo.
MAS (existe sempre um mas...) as imbecilidades que ele diz não são nada comparadas com as imbecilidades ditas durante, por exemplo, uma Festa do Avante ou num discurso do Chavez ou num discruso do MiniNejad do Irão...