segunda-feira, dezembro 10, 2007

A Cimeira

Não tenho nada de especial contra ajuntamentos festivos de marionetes, títeres, anõezinhos e insectos rastejantes. Desde que, claro está, não sejam às expensas do erário público e se intitulem, enganosamente, de "cimeiras".
Uma humanidade com cimos daqueles é uma planície a putrefazer-se.

3 comentários:

Acoral disse...

cimeira
s. f., Bot.,
tipo de inflorescência na qual cada eixo principal termina numa flor.

:)

Anónimo disse...

Não foi cimeira,foi monturo...

A.H. disse...

Foi mas é esgoto, e mal cheiroso: a katinga!