quarta-feira, outubro 03, 2007

O verniz que oculta a garra

O que é que Myanmar (Birmânia) tem em comum com o Sudão, para além do clamor pungente pela democracia, pelos direitos humanos e o escândalo internacional com atrocidades praticadas por governos ditatoriais?
- Três palavrinhas apenas: Petróleo, Gás natural, China.

A Birmânia (Myanmar) é assim uma espécie de Ucrânia da China.

Atente-se no U.S. Geological Survey Bulletin 2208-E (do U.S. Department of the Interior), em Fevereiro de 2006, para entender o súbito interesse benemérito e filantrópico da Democracy Inc. por Myanmar.

3 comentários:

Joshua disse...

É por isso que nada do que nos queiram vender (estes governos de hoje), do ponto de vista de um discurso cheio de ética e preocupação pelos DH vale a ponta de um corno ou de um cêntimo.

Parece-me que a idade do personalismo puro, aquela capacidade de os indivíduos se unirem e lutarem, agregados e conscientes de quem os manipula, domestica e oprime, EM TODAS AS SOCIEDADES, embora diferenciadamente, parece-me, dizia, que essa idade está a chegar a passos largos.

No momento em que o Cliente tiver mesmo razão e força, nada será como dantes.

Abraço, ó Dragão!

Anónimo disse...

Sempre "straight to the point" caríssimo Dragão.

Anónimo disse...

É um caldeirão multi-étnico como era a Europa de leste antes da 2ª Guerra Mundial?...Ainda mais do que hoje o é...