terça-feira, outubro 02, 2007

Descontração espasmódica



«Israel admite ataque aéreo na Síria».

Isto faz-me lembrar uma das obras-primas de Kubrik: "Doutor Estranho Amor". No protagonista deste, o Dr. Strangelove, acontecia uma espécie de tique inconveniente e obstinado que era o braço direito a fugir-lhe constantemente para a saudação nazi. A Israel acontece-lhe um tique nervoso semelhante: compulsivamente, fogem-lhe bombardeiros e mísseis. Nem é voluntário ou sequer planificado: é um espasmo. Melhor dizendo, uma descontracção espasmódica.

6 comentários:

zazie disse...

ahahahaha

Que te havias de lembrar

":O))))

J.J.Pereira disse...

Por uma vez,civilizadamente,discordo:trata-se,muito singelamente,de uma questão de vida ou de morte.Sem retórica.

Anónimo disse...

Óh Pereira.
Não és Pacheco?

a mentira de ulisses disse...

Israel e os terroristas
Aqui fica, para reflexão de algumas pessoas de memória curta, esta declaração do Ministro dos Negócios Estrangeiros de Salazar, Franco Nogueira, em conferência de imprensa realizada em 8 de Junho de 1967:
«Apesar de esse facto quase ter passado despercebido, Israel foi para Portugal um inimigo tenaz. Nas Nações Unidas a sua delegação interveio e votou contra nós, associando-se de resto a todas as iniciativas que nos são hostis. O embaixador de Israel no Congo está em contacto com os terroristas, concede-lhes ajuda e, no próprio território israelita, são acolhidos e treinados terroristas contra Angola.»

http://linha-horizonte.blogspot.com/2007/10/israel-e-os-terroristas.html

Erdna O Herege disse...

Grande interpretação do Peter Sellers... e uma boa analogia a tua. Bastante corrosiva, diga-se.

Anónimo disse...

...Este comentário é mesmo de quem não sabe o que está a dizer...leia muito vai ver que lendo e informando-se vai ter novas perspectivas!!!
Senão ... se cale !!!