segunda-feira, maio 14, 2007

Quand même?...

O Carlos encomenda-me um "meme". Elucida-me que o tal coiso «é um ” gene cultural” que envolve algum conhecimento que passas a outros contemporâneos ou a teus descendentes. Os memes podem ser ideias ou partes de ideias, línguas, sons, desenhos, capacidades, valores estéticos e morais, ou qualquer outra coisa que possa ser aprendida facilmente e transmitida enquanto unidade autónoma”.»
Quem sou eu para dizer o contrário? Faça-se o meme. Mas é mesmo por ser para ti, (e viva o FCP!), que eu, como muito bem sabes, não sou de cadeias. Pelo contrário, sou um evadido nato.
Estás preparado? Então aponta aí:

« És tu próprio o assassino que procuras.»
- Sófocles, "Rei Édipo"

Olha, de bónus, até te dou outra do mesmo autor, da mesma obra e de memória:
«Porque investigas o que mais valia ignorares?»

E para que a infâmia fique completa e porque quando me atolo, atolo-me mesmo, passo este disparate à Zazie, ao FSantos, ao Kzar, ao João, ao FMS e ao Corcunda.

Agora vituperem-me para aí à vontade.

4 comentários:

Carlos a.a. disse...

Assim não vale, em especial o segundo, é um verdadeiro Meme anti-meme!

F. Santos disse...

Valha-me Deus! Não bastava a expedição punitiva, ainda como com o Meme...

Zeca disse...

O meme, podes ir buscá-lo ao blogue dos marretas.
http://bp3.blogger.com/_JyodBnzcerY/RkNX9l_kKcI/AAAAAAAAAGg/s5FI8wEC-20/s1600-h/Rebanho.jpg

FMS disse...

Isto é [i]memo[/i] mau.