quarta-feira, dezembro 27, 2006

A Pedo-Inquisição

Um aluno dum infantário nos Estados Unidos, foi este mês acusado de assédio sexual a uma colega, na Lincolnshire Elementary School.
Segundo um documento - nota de culpa, presumo - entregue pela escola ao pai do meliante infantil, este, um lascivo catraio de 5 anos, terá beliscado o traseiro duma coleguinha.
Episódio isolado, aberrante e bizarro? Exagero pontual de educadores desequilibrados, senão mesmo psicopatas?
Tirem daí o sentido. Em Novembro, os administradores duma escola no Texas suspenderam uma aluna de 4 anos por esta ter tocado desapropriadamente uma auxiliar educativa. A petiz terá, vejam lá bem, abraçado a senhora. Também durante o ano lectivo de 2005/2006, no Maryland, 28 crianças de infantários foram suspensas por ofensas sexuais. Por conseguinte, meus amigos, não se trata dum caso anómalo. Antes pelo contrário, é toda uma nova tendência do Melhor dos Mundos. De pequenino se policia o pepino. Mais uns anitos e ninguém duvide: temo-la aí entre nós, à bela tendência, já meio requentada, como sempre, mas ainda toda pimpona. Americanos de imitação, aspirando a novos upgrades na disquete operativa, é o que por aí menos falta.
Duas notas:
a) Num tempo em que os adultos se distinguem cada vez menos dos infantis, parece lógico que as crianças comecem a ser responsabilizadas como adultos.
b) Se o infantil foi alvo de severo processo inquisitorial por beliscar o traseiro da pequerrucha, imagino o que não lhe farão se o apanharem a fumar um cigarrito!... E se lhe dá para questionar o Holocausto no recreio, então, meu Deus, nem quero pensar.

8 comentários:

T-Regina disse...

Espero que tenha tido um óptimo Natal. Se possível, com alguma(s) criança(s) a colorir a alma :) Pois... que se poderá fazer quando toda uma tribo esquece o que é ser criança e está em luta com os seus próprios e mais genuínos afectos? -- Terapia de grupo? Nem no Central Park cabem todos! Continuemos com estas moraizinhas sem ética, deixemo-nos contagiar por esta acefalia virótica e nem em Plutão nos vão querer por perto... se é que ainda querem! Saudações blogosáuricas (e alguns lencinhos para enxugar esta tristeza!)

dragão disse...

E eu espero que a cara amiga também tenha passado um bom Natal. Por aqui não faltou a criançada e até mesmo um sobrinho em forma de "Menino Jesus" (um mês de idade, o sacana do pequenote). Lá andei a apanhar musgo para o presépio e outras aventuras que tais... :O)

kommando disse...

Esse é o puritanismo americano doentio em ação...

zazie disse...

Olá, olá, olá!

Já estava com saudades de um comentário em azert

Beijocas, rapaz. Com que então ao musgo... eu cá foi mais perus, museus e uma missa ortodoxa, enquanto o musaranho andava às esquilinhas
";O)

josé disse...

Musgo...apanhei eu! E muito que este ano apeteceu-me porque me incentivaram à ida ao monte, para tal. Piquei-me nas silvas; escalei rochas em barda e no fim trouxe um saco cheio que serviu para atapetar o presépio que também me deu pachorra para montar.
Acho até, sem me enganar muito, que terá sido o melhor dos presépios que já fiz.
Apesar de deixar a decoração em (boas) mãos alheias, o trabalho estrutural saiu da minha lavra.
Gabei-me?! Mereço, este ano.

zazie disse...

Olá José! mas vocês são tão engraçados, então andaram todos ao musgo, este ano.

":O))

Nós tínhamos montões de musgo ao pé da porta, cogumelos, esquilinhos, raposas, corvos e mais passarada.

Anónimo disse...

Adoro quando eles se encontram nos " seus musgos" e lá se vão espavoneando com as asas do perú.
Projecto-me nesse mundo de puritanismo americano, onde os céus se confundem com esta poeirenta Terra, e os anjos estão dotados de sexos celestiais, resolvendo de uma vez por todas essa contraditória questão do Concílio de Trento.Entre a burka, e a castração colectiva, vá o Diabo que escolher.We love America!

dragão disse...

Welcome back, ó Zazie!... :O)

E bem vindo de volta, ó José!...