quinta-feira, outubro 27, 2005

Fetichismos ou Dois Pingos de (falta de) vergonha

Ao contrário de ti, meu caro Timshel, o único cartaz do BE (Bosta de Esquerda) que me distraíria momentaneamente da náusea geral que aquilo, todo aquele folclore hipócrita de esquerda Beta, me causa, seria um, de preferência mega-outdoor luminoso, com a Joana Amaral Dias em cinto-de-ligas, ou cat-woman, ou, o que ainda seria melhor, toda nuinha e apenas com um mini-avental. Mas nada de palavras a acompanhar, sobretudo nada de palavras!... Aí, nessas rigorosas circunstâncias, confesso, por instantes era capaz de mergulhar em idílios.
Estou certo que os pobres reformados, que tanto te preocupam, concordam comigo. A escolherem, entre mentiras, aldrabices e contos do vigário para engazupar otários, dum lado, e uma gaja boa bem embrulhada, do outro, nem hesitavam. E já que a barriga está condenada à fominha, hoje e sempre, ao menos que se aproveite a vista para tirar a barriga de misérias.
Sobre essa velha diálise rico mau/pobrezinho bom, deixa ainda que te diga: é uma falsa questão. Na verdade, só existem ricos (ou pobres, se preferires): uns em acto e outros em potência. Se reparares bem, os potencialmente ricos (a que chamas pobres) lutam por actualizar-se. Já os potencialmente pobres (a que chamas ricos), pelo contrário, batem-se denodadamente para obsolescerem o mais possível. Por conseguinte, eu não iria por aí. A não ser que tivesse uma galochas muto altas, tipo pescador.
Enfim, serve tudo isto para rematar que para esse peditório já dei. Os ricos, actuais e potenciais, quero que se fodam! Bem como os pobres.
Já o mesmo não posso dizer em relação à bela Joana. Aí, reconheço, até nem me importava de ser eu a poupar-lhe essa trabalheira. É o que dá em ser um Dragão, além da Triste-Figura, também Pinga-Amor.
JJJQYYYYYY
PS: Podes argumentar que as reformadas não concordariam comigo e que eu sou um porco machista, sexista e filho da puta. Além de camionista TIR, claro está. Tens razão. Mas, que queres, é mais forte do que eu.
Em todo o caso, enquanto houver telenovelas, as pobres reformadas não se queixam. Quer dizer, queixam-se, mas mesmo que fossem ricas queixar-se-iam sempre.

4 comentários:

timshel disse...

só pensas em caralhadas

vai-te foder dragão

(para não dizer como aquele alucinado que foi aterrar à casa da zazie: "odeio-te puuuuutaa!!!!...")

dragão disse...

Ainda bem que concordas. Também a mim, esta tese, desde o início, me pareceu inexpugnável.

zazie disse...

loooooooollll não me lembres essa que tenho já um ataque de riso ":O))))

nelson buiça disse...

Fetishes?!

Tenho sim senhor...

Ai não!