domingo, março 27, 2005

O MFB (Manifesto do Fundamentalismo Benfiquista)

Aproveito para recordar um panfleto miserável, com que duas grandessíssimas bestas -o Caguinchas e o seu caquético mentor, o Dinossauro - tiveram o desplante de me brindar. Afixaram-no à entrada da tasca, aliás, ciber-tasca. Rezava o seguinte (pausa para vomitar)...

MANIFESTO DO FUNDAMENTALISMO BENFIQUISTA

Informam-se todos os genuínos Benfiquistas, que a Lista de apoio a Eusébio para a presidência do nosso Glorioso, está em marcha! As nossas promessas, que tencionamos cumprir, são:

1. Terraplanagem do novo estádio e reconstrução do antigo, o verdadeiro, o Glorioso, o infernal, o maior da Europa!
2. Utilização de todos estes jovens palradores, que se dizem muito Benfiquistas, mas apenas são anti-Porto, nas obras de contrução: como serventes, trolhas e quejandos, à boa maneira antiga, do primeiro estádio (das Amoreiras, se bem me lembro, mas também a minha memória já não é o que era...) Poderemos assim testar o seu "amor ao clube"...Um estádio para Benfiquistas erigido por Benfiquistas!...
3. Construção da Estátua do nosso Pantera Negra, dez vezes maior, em duplicado, mas agora dentro do estádio, detrás de cada baliza, para apavorar as equipas visitantes!...
4. Extinção da SAD. Conversão do clube também em partido político, com assento na Assembleia da República. Conquistaremos a Maioria Absoluta e lançaremos novas leis, totalmente democráticas, passando o nosso interesse clubista a identificar-se com o "interesse nacional".
5. Despedimento dos actuais jogadores (salve 2 ou três excepções) bem como da equipa técnica vergonhosamente entregue a um italiano! Por decreto, requisitaremos os melhores jogadores a jogar em Portugal, (ou no estrangeiro, desde que cidadãos nacionais), passando a equipa do Benfica a ser também a Selecção Nacional!
6. Por decreto e revisão constitucional, o Benfica passará a ser igualmente considerado Campeão Honorário, podendo todas as outras equipas, dentro dos moldes convenientes, competir para o segundo lugar!
7. Proibição rigorosa de jogadores e treinadores estrangeiros na nossa equipa! (Muito menos castelhanos!!!) Aliás, a nossa equipa dispensará treinador, pois será uma máquina letal perfeitamente oleada.
8. Adjudicação de receitas do Orcamento de Estado para o engrandecimento e manutenção grandiosa do nosso clube! As percentagens dos Negócios Estrangeiros, da Defesa e da Educação serão suficientes...Senão, recorra-se também às da saúde! Porque a Defesa, a representação externa, a educação e a sanidade do nosso povo dependem das vitórias e da saúde do nosso Glorioso!
9. Mobilização das massas para um apoio esmagador, em qualquer parte do globo, de Lisboa à Antártida, da nossa equipa!
10. Inscrição compulsiva (se necessário) de todos os cidadãos como sócios da nossa colectividade! Cartão de sócio passa a servir também como Bilhete de Identidade Nacional e Passaporte. Registo obrigatório à nascença!
11. Inerentemente, tanto a bandeira como o hino também deverão ser alterados: a bandeira passará a ser vermelha e branca; e o hino nacional será o Hino do Benfica!...
12. As inscrições obrigatórias no nosso clube serão retroactivas, abrangendo até ao Rei Fundador e respectiva mãe.

13. Igualmente, a Igreja Católica deve abjurar do seu arreigado erro: a Santíssima Trindade não é Una em Deus, mas sim no Benfica, sublime colectividade de que tanto o Pai como o Filho como o Espírito Santo (já não falando na Nossa Senhora e nos santos todos) são fervorosos adeptos.
14. Encontrada a verdadeira Fé, deverão todos os desempregados e ociosos reembarcar em caravelas de modo a ir expandi-la pelo mundo. Também podem ir de autocarro, se enjoarem em alto-mar, ou mesmo nos cacilheiros.
15. Todos os jogadores do nosso clube, terminada a sua gloriosa carreira futebolística, serão beatificados; e canonizados, à hora da morte. Sua Eminência, o Santo Padre declarará o nosso estádio como primeiro Santuário da Cristandade.
16. O árbitro que apitar uma grande-penalidade contra o nosso clube, será acusado de heresia grosseira, conspiração demoníaca, e lapidado na praça pública.
17. Para qualquer jogo do Benfica, nas categorias de infantis, iniciados e seniores, haverá tolerância de ponto; sempre que jogar a equipa principal será declarado feriado nacional.
18. O 10 de Junho passará a ser Dia do Benfica e dos benfiquistas, que é o mesmo que dizer "Dia de Portugal", só que com mais rigor.
19. No dia 25 de Dezembro celebrar-se-á a inscrição, por S. José, do Menino Jesus no Benfica. O pai Natal, esse, dispensa comentários.

Benfiquista verdadeiro, contamos contigo!! Já basta de galinhas e galinhices: Queremos a nossa águia, autêntica, de volta!!!
PARTICIPA!!!...

Dinossauro & Caguinhas

PS: Numa próxima oportunidade, quando melhorar da náusea e terminar os vómitos, tenciono responder a estes cabrões!...

12 comentários:

nelson buiça disse...

Futebol Clube do Porto - PRESENTE!!

clark59 disse...

Estas boas almas existem mesmo, ou foste tu que as inventaste? Se existem, mete lá o link (ó grande grunho cuspidor de fumo), que é para eu ir homenageá-los :)

PS. - Não me digas que és daqueles cujo sentido de humor acaba onde a clubite começa...

Afonso Henriques disse...

O estertor esganiçado da galinha de Carnide, outrora águia da Luz, assume foros de Manifesto face à possibilidade remota de se tornar campeã na época 2004/2005.

Afonso Henriques disse...

O estertor esganiçado da galinha de Carnide, outrora águia da Luz, assume foros de Manifesto tocado a quatro mãos: as do Caguinchas esse pródigo em percepções aceleradas e o Dinossauro, espécie extinta arvorada em dragão apagado.

BOS disse...

Li atentamente as interpelações que me lançou no meu blogue a propósito do "ensaio sobre a direita". Era lá que eu devia responder; mas faço-o aqui, num postal sobre o Benfica, que é para jogar em casa!
O Drqagão, olhos gigantescos da era Mesozóica, entreviu um paradoxo insanável nas minhas propostas. Escreveu nos comentários que, de certos pontos prescritos, faz a História Universal "prova de antagonismo visceral". E desenredou: "Quando leio palavras como «arejado», «liberal», «moderno», «estética vanguardistas», etc, ainda por cima na mesma frase, confesso: causa-me urticária." Diz que para tanto "já me bastam as esquerdas de hoje e de sempre".
Ora, meu caro, é possível (e é até desejável) conciliar as ideias arejadas e modernas, a estética vanguardista e cosmopolita, com a elevação ética e cultural do povo, com vista a criar uma aristocracia de almas fortes — e isso nada tem de esquerdista. Quer um exemplo? Aqui vai ele: o blogue Dragoscópio (suponho que conhece), um dos melhores da blogosfera lusa, e que concilia na perfeição os atributos referidos.
Este Céline que nos delicia aos dois e que você cita basto, quer melhor exemplo de rapazinho arejado, moderno e vanguardista...?! Ah, o mafarrico...! Se calhar era de esquerda! É o eras...!
Apetece-me responder-lhe ao seu dilema «Ou carne, ou peixe» do seguinte feitio: — para mim, carne e peixe, como em qualquer alimentação saudável e equilibrada. Trata-se de um caso em que a copulativa faz toda a diferença.
E por aqui me fico para não esticar a conta, que este miserável tasco não tem fiado. Dragão, grande Dragão, quão semelhante acho teu fado ao meu, quando os cotejo!
Um abraço.

dragão disse...

Amigo BOS, vocelência é um ladino. Ainda por cima talentoso. Mas não vale citar-me como exemplo seja do que for. Criatura menos exemplar que eu será difícil de encontrar.
Em todo o caso, a questão da "modernidade" que eu coloco é bastante mais profunda do que é normal colocar-se. Eu, pura e simplesmente, execro tudo o que vem depois da Idade Média (em termos políticos, não em estéticos). Quer uma declaração bombástica? Então segure-se: até prefiro o Feudalismo! O feudalismo com todas as letras, eh-eh!...
provavelmente, você também. Só que não reconhece.

dragão disse...

E tu, ó Afonso henriques, vê lá se dizes coisas que se percebam.
Experimenta chamar-me "lampião" que vais ver o que te acontece!...

BOS disse...

Para eu ter que me segurar, precisa "vocelência" de preferir muito mais do que o Feudalismo. Isso é que é bombástico...?! Disso como eu ao pequeno-almoço todos os dias. Todos sabemos que, neste tempo de trevas, a luz da Idade Média cegou os "progressistas" investigadores da História, que por lá não perscrutam mais que «obscurantismo». Deixá-los, coitados... Com que então Feudalismo! Não, para eu ter que me segurar tem que dizer mais do que isso. Também pode começar por "F" e acabar em "ismo", que eu não me importo. Vá lá! Uma... Duas... Duas e meia...

Afonso Henriques disse...

Só um cretino chamaria lampião a um dragão que dá roda de cabrões aos autores do MFB, ó bilioso cuspidor de fogo.
Não cuides nunca que é por temor que não o faço.

zazie disse...

“Eu, pura e simplesmente, execro tudo o que vem depois da Idade Média (em termos políticos, não em estéticos).”

Não acredito, até nisso... ó Dragão... estas irmandades até me assustam. Olha, eu até me esqueço em muitas questões que houve mais alguma coisa depois da Idade Média. Então em matéria de religião nem te digo.... É claro que esteticamente vale tudo, do primitivo às transvanguardas. E ainda acima de todos os tempos o Goya “;O)

zazie disse...

Goya, Céline, Lampedusa, e toda a Idade Média- é legado que gostaria de poder plantar ";O)

Clickbank Mall disse...

Come Visit Santa at his blog and tell him what you want for Christmas,