sábado, dezembro 19, 2015

O Ovo do Soros

 


«How did word get out that Germany was the “in place” for those in flight from Syria and other conflict areas? Vladimir Shalak at the Russian Academy of Sciences developed the Internet Content-Analysis System for Twitter (Scai4Twi). He made a study of over 19,000 refugees-related original tweets (retweets discounted). His study showed that the vast majority of the tweets name Germany as the most refugee-welcoming country in Europe.

Shalak’s study discovered that 93% of all tweets about Germany contained positive references to German hospitality and its refugee policy. Some samples of the Tweets:

• Germany Yes! Leftists spray a graffiti on a train sayin “Welcome, refugees” in Arabic

• Lovely people – video of Germans welcoming Syrian refugees to their community

• Respect! Football fans saying “Welcome Refugees” across stadiums in Germany. _ • This Arabic Graffiti train is running in Dresden welcoming refugees: (ahlan wa sahlan – a warm welcome).

• ‘We love Germany!,’ cry relieved refugees at Munich railway station

• Thousands welcome refugees to Germany – Sky News Australia

• Wherever this German town is that welcomed a coach of Syrian refugees with welcome signs and flowers .

Now comes the real hammer. The vast majority of these “Germany welcomes refugee” Tweets come not from Germany, but from the United States and from the UK, the two countries up to their necks in the bloody deeds of ISIS and Al Qaeda and countless other terror gangs rampaging across Syria the past four years.

Shalak analyzed 5,704 original tweets containing a “#RefugeesWelcome” hashtag and a country name which welcomes them. It showed almost 80% of all Tweets claimed that Germany was the most-welcoming country in Europe. The second most welcoming country found was Austria with 12%. However, the study also found that those “Germany welcomes you” Tweets did not originate from inside Germany. Over 40% of all the Tweets originated from the USA, UK or Australia. Only 6.4% originated inside Germany.»
 
Quando os Dórios arrasaram os Micénicos, ou os Mongóis a China e arredores, ou os Hunos a Europa, etc, etc, nenhum deles era a potência económica mais desenvolvida ou abastada. Pelo contrário, os mais evoluídos, cultural e economicamente, foram subjugados. A lição da História permanece actual e constitui disciplina nuclear na escola da Realidade. A lei do mais forte não é a lei do mais bem posto na vida: é a lei do mais bem armado. Ora, a única arma em que a Europa (e sobretudo a Alemanha) investe é a da Parvoíce. È seguro que é de destruição maciça... Pena que alveje e alcance apenas os próprios pés.
 
 
 
 
 

11 comentários:

prolar disse...

Vamos dizer NEIN à xenofobia contra os imigrantes para a Alemanha.
http://img0.joyreactor.com/pics/post/Hitler-nsfw-2079967.jpeg
Jesus (ou seria Moisés?) também foi um migrante vitima de xenofobia, lembrem-se também como sempre, dos 6 goriliões de vítimas do Holocausto.
Herzlich willkommen
https://i.imgur.com/QUHe4g2.jpg

Anónimo disse...

prolar, quando os alemães os alimentarem deixam de ter dinheiro para te enfiar pelo cu acima, depois ficas mesmo grego de tanto teres de vender o cu para pagar a dívida. Olha que bruxelhas não perdoa.
Se agora comes mal, depois comes merda.

A guerra já vem a caminho ... graças a deus.

Esqueçam a "boa vida" porque isso vai acabar!

Cagalhom shalom.

Unknown disse...

Não, a guerra não vem a caminho - a guerra já cá está.

Anónimo disse...

É tudo putedo - diz o Arnaldo.

E há-que dizê-lo com frontalidade, tem toda a razão.

Democrátas da tanga, políticos, desgovernos, sionistas, invasão de pesudo-refugiados, ...


Quem não gostar organize-se para limpar esta merda toda.

majoMo disse...

~ "O maior perigo para qualquer país é o da decadência interna, devida a uma rendição moral e espiritual. Arnold Toynbee na sua monumental História da Civilização mostra que de dezanove civilizações, não menos de dezasseis se afundaram internamente sem que qualquer força estranha lhes desse um golpe mortal.
Por vezes, na verdade, foram os violentos ataques externos que provocaram a morte de civilizações que já se encontravam agónicas."
[Fulton Sheen]

prolar disse...

Eu como muito bem, chouriça, toucinho, morcela, várias vezes à semana ainda não aderi às dietas modernas do paleolítico nem da merda de que te alimentas às colheres.
E em Portugal ainda não precisam de prender um pedaço de carne de porco ao pára-choques dos carros e camiões, como nos filmes usavam o alho para afugentar os vampiros. Coisas de sociedades atrasadas como a portuguesa. Já o vender o cú continua a ser uma província mais vezeira da Alemanha, seja no Berlim do pré-guerra, seja no pós-guerra, por um maço de tabaco ou por um chocolate
mas hoje em dia já foi ultrapassada por Tel Aviv, a capital gay do mundo com as maiores paradas de orgulho goy. Shalomstein e feliz Hanukkah

João José Horta Nobre disse...

Trata-se de um plano de extermínio que está a ser engendrado contra nós, já escrevi algumas peças sobre isso, a última das quais foi esta:

http://historiamaximus.blogspot.pt/2015/12/a-filha-da-putice-das-elites-reinantes.html

Anónimo disse...

100% mais IVA de acordo com o post.
As novas invasões bárbaras.

Anónimo disse...

Feliz hanuskaralho para ti também.

dragão disse...

«Trata-se de um plano de extermínio que está a ser engendrado contra nós»

Bem, não sei se é mesmo isso. Mas se não é, imita muito bem. E o pior é que há toda uma devotada colaboração e outra tanta facilitação da "nossa parte".

Anónimo disse...

" E o pior é que há toda uma devotada colaboração e outra tanta facilitação da "nossa parte"."

"nossa" exactamente.
Mas muitos dos "nossos" se se lhes diz alguma coisa ficam muito indignados, e até furiosos. Chegam mesmo a vociferar entredentes: rácista, fascista! - Lançando ao mesmo tempo aquele olhar semi-serrado de puro ódio.

Isto é que têm cá um gosto de serem sodomizados.




Em berlim há quase mais judeus, turcos, rabetas e labreguitos de toda a espécie do que há alemães.

Então no paralmento, mesmo os alemões são quase só putedo.

Putedo , putedo, putedo - linda palavra. Bem haja ao kamarada Arnaldo. Ahahah

Até já os seminaristas do padralhame, uns tais de cdu/csu, em grande parte já alinham no putedo desenfreado. Uma cruz â frente e um car.... bem espetado no anus atrás.


Genocídio, é mesmo essa a palavra certa.


Antónimo.