sexta-feira, dezembro 11, 2015

Andar à Zoa

A ZOA  (Zionist Organization of America) está indignada e ultrajada com a rede Facebook. Parece que o Facebook nao está a censurar devidamente certos "hate-sites", que é como eles chamam aos detratctores, críticos, cépticos ou meros não-apologetas (como são hipersensíveis e misturam tudo  na mesmo alguidar de propaganda, o resultado raia geralmente o anedótico).


Chamando os sites pelos nomes, a ZOA especifica:

«Facebook hosts a number of viciously anti-Semitic sites, like ‘The Untold Story,’ a Sweden-based anti-Semitic, Holocaust-denying site run by a group called the European Knights Project and partnered with the Institute of Historical Review, one of the leading international purveyors of Holocaust denial.»



O que é engraçado é que o ápodo "anti-semita" parece já não bastar a estes assanhados militantes, pelo que surge reforçado dum novo labéu superlativo (nec plus ultra da classe): "Holocaust denial" (ou "negação do holocausto" - tipos que não acreditam na existência do tal holocoiso, uma espécie de ateísmo excepcionalmente mau e perverso, pois todo o ateísmo, fora este ""holocaust denial", como sabemos e não nos cansam de subministrar, é bom, fofinho e amigo do progresso e das ciências).



Entrando pois em notícia deste European Knights Projecto que, confesso, desconnhecia, fui dar com este artigo:

«France – Front National’s Marine Le Pen Appoints Gay Cultural Advisor. Another One?»

O qual, caso vos deis ao trabalho de ler, não é lá muito abonatório para a actual direcção da Frente Nacional em França. Num outro artigo, intitulado «The Obscure Charm of Zionism», Shamir expõe o caso em modo mais amplo: Há, de facto, uma transformação em curso na "extrema direita" europeia e, assim à primeira vista, não indica ser no mais transparente dos sentidos. Como interpretar isto? Maquilhagem pragmática? Infiltração metódica? Contágio transatlântico da "revolução neoconas"? Reflexo condicionado?

O parricídio ideológico na FN não deixa grandes dúvidas. Jean Marie Le Pen, o fundador, foi expulso porquê? Anti-semitismo e/ou holocaust denial?...

PS: É evidente que um dos erros da Direita na Europa consistiu em deixar-se encerrar em ghettos ideológicos. Mas trocar o ghetto pela auto-mutilação não sei se constituirá grande conquista.

26 comentários:

Unknown disse...

O mesmo fenómeno deu-se na Holanda com o Pim Fortuyn. A larilagem passou-se toda para a "direita" porque a defesa do larilismo é a forma aceitável de manifestar oposição ao Islão. Tudo o resto seria "racismo".
Por cá, com o novo governo já a rezar pela cartilha da Merkel, é possível que os larilistas locais se afastem de PSs e BEs e entrem em força no CDS. Até porque entradas em força foi coisa que nunca mereceu oposição do Paulinho das Feiras. E chamam-se eles "democratas-cristãos", Deus me perdoe.

Miguel D

Ricciardi disse...

Não sei porque foi expulso o Jean, mas se foi por antissemitismo ou na sua variante mais virulenta (holocaust denial), foi muito bem expulso.
.
A mesmo aplica-se aos sites vergonhosamente racistas que pelos vistos pululavam pelo facecoiso. Acabar com a possibilidade de desinformarem o público e incutir-lhes ideias falsas, perigosas e xenófobas é boa prática. Higiénica.
.
Rb

prolar disse...

Oy vey it's like annudah shoah!

Anónimo disse...

Em resposta ao Rb de Rabichas ou Rabo (ou o c. que o f.)

Pelo teu "pensar" tudo o que não segue a cartilha que te enfiaram pelo cu acima deve ser eliminado.
A isto chama-se a democracia dos porcos.

O holocausto existiu apenas na vossa cabecita de pila imunda.
Já na palestina assassina-se à vontade pois é tudo efeitos colaterais.
No fundo no fundo fazem tudo mais ou menos o que os ss faziam.

E porque não encerrar também o Dragoscópio. Esse site anti-sumítico e anti-suínista que denuncia as actividades "filantropicas" do teu chiqueiro?

José J C C B

Anónimo disse...

http://www.liveleak.com/view?i=0c3_1441769526#YVIk04rVqVry7yrK.99

Eis o que pensam realmente os judas.

Ricciardi disse...

"O holocausto existiu apenas na vossa cabecita de pila imunda."
.
"No fundo no fundo fazem tudo mais ou menos o que os ss faziam."
.
Em suma, vc tem é o cérebro queimado . O teco nega o holocausto. O tico diz que as SS 'assassinavam' (judeus).
.
Oh homem dou-lhe um conselho: faça uma reunião com o tico e com o teco a ver se se entendem.
.
De resto, vc é um exemplar óptimo para aquilo que eu disse. Ilustra bem o meu ponto de vista.
.
Rb

Ricciardi disse...

"E porque não encerrar também o Dragoscópio. Esse site anti-sumítico e anti-suínista..."
.
Não me parecia útil o fecho. Primeiro porque o dragoscopio nao é um site nazi ou defensor do extermínio de 'raças inferiores'.
.
E depois, a utilidade de fechar sites propagadistico-nazis tem a ver com o impacto que têm nas massas. Num deserto vc pode ser aquilo que quiser.
.
Rb

Anónimo disse...

Você é atrasadito mental ou quê (além de cabrãozito)?

Que os ss matavam judeus é óbvio bastava-os apanharem os comissários soviéticos. Daí até um holocausto de 6 milhões ... vai muito da imaginação doentia. No fundo vocês até os admiram, admita-lá.

Você mesmo o disse : manipulação das massas, eis o que é o vosso "holocausto".

Já quanto ás raças inferiores, deveria ver bem antes de papaguear. Ademais deixaram aqui há uns tempos (dias?) um link onde o seu chefe espiritual diz o que pensa dos que não pertencem à sua raça ó sr piolhoso.

J J C C B

Ricciardi disse...

Portanto, o que o incomoda é a quantidade de vítimas.
.
Não se incomode com isso. Um milhão parece-lhe bem? Dois, três?
.
Veja lá, seis milhoes parece-lhe doentio? Pronto fiquemos pela metade se isso lhe der paz à alma.
.
Longe de mim querer ofender vexa com números de mortos inexactos.
.
A minha raça é piolhosa, caro sr quitoso?
.
O que sabe vexa acerca de piolhos?
.
Rb

Anónimo disse...

Caro sr. (e por falar em racismo) é um dos seus que o diz não sou eu.
Não o contradiz?
Os outros não podem ser nazis, mas os judeus podem?

Quanto a mortos, numa guerra onde se estima que possam ter morrido mais de 50 milhões, são os seus (mesmo que fossem 6 milh.) que lhe causam muito problema não é ? Pois lhos outros (sejam quem forem) é indiferente pois só servem para vos servir não é assim?

O mais estranho é que "consta" que foram quase todos gaseados (a isso é que chamam o holocoiso), já os demais (45 mlh) morreram no meio da guerra com bombas ou em combate.

JJCCB

Anónimo disse...

Caro Dragão
Acabei de descobrir esta pérola na net. Tem um nome engraçado mas se for até ao fim poderá ficar
surpreendido com a devassa da vida privada, de qualquer indivíduo, por qualquer indivíduo, e o alcance da mesma.
Made in USA

instant checkmate

http://www.instantcheckmate.com/?affid=382&campid=1173&mdm=&src=&sid=display&s1=300x600&s2=Trick&s3=

***
Vai deixar de haver face em Israel?... lol
Carlos

dragão disse...

Muito me conta, ó caríssimo!...

Fui dar uma espreitadela e... ena pá! A Promise Land, o amerdican dream de toda a porteira, cabeleireira e sopeira que se preze ao alcance dum clique!...

Correio da Manhã, roi-te de inveja! o Tricot de guilhotina e o croché de carreta do patíbulo ao domicílio!...

:O)))

Esta merda desce para novas caves de javardice e chafurdanço a cada dia que passa. Cada vez mais lavadinhos por fora e badalhocos por dentro.

Anónimo disse...

O porquinho calou-se. Hoje é o dia de estar com a tampinha na cabeça e a dar cabeçadas na parede.

V disse...

Isto está tudo f...
Vai tudo acabar tão mal, tão mal!
Há uns ingénuos, as besta que causaram isto, convencidas que sobrevivem.

Anónimo disse...

"O parricídio ideológico na FN não deixa grandes dúvidas. Jean Marie Le Pen, o fundador, foi expulso porquê? Anti-semitismo e/ou holocaust denial?..." (Dragão)

Ora aqui está uma pergunta inteligente, feita pelo Dragão, que mereceria respostas evidentes e concretas. Claro que estas podem deduzir-se perfeitamente, porém deveriam ser debatidas e aprofundadas porque será nelas que se poderá encontrar muito do que está cada vez mais em causa (e perigo) a passar-se na Europa Unida(?), a sua destruição sistemática dos seus povos e da anulação dos seus povos enquanto tal. E que, não tenhamos dúvidas, continuirá a agravar-se à medida que o tempo corre e este corre cada vez com maior velocidade e não menor perigosidade contra todos os povos europeus, independentemente das suas crenças políticas. Povos na maioria polìticamente moderados, ainda que conservadores por natureza, sobretudo em relação às suas tradições milenares e heróis passados que respeitam, acarinham e homenageiam e que o mundialismo persiste em tirar o valor às primeiras e fazer esquecer ou anular os feitos gloriosos dos últimos para melhor reinar. Um povo sem tradições é um povo sem memória histórica, sendo portanto mais fácil de dominar e de vencer.
Claro que isto acontece por exclusiva culpa dos europeus que permanecem amorfos e indiferentes, quais drogados, às catástrofes que se avizinham a passos de gigante e será naquelas que encontrarão a resposta que esperam e desejam e que, pecando por tardia, é requerida com carácter d'urgência.

Os americanos diziam/dizem que o dinheiro tudo compra. Parece ser uma verdade incontestável. Pelo menos quanto aos políticos de todas as democracias - a deles incluída - e nós temos por cá milhentos exemplos disso mesmo. Não será a Srª. Le Pen a sua prova provada? Senão porque motivo estará ela a beneficiar de tanto apoio à esquerda e à extrema esquerda? E porque motivo afastou ela o Pai não só do partido como de expôr pùblicamente as suas crenças e opiniões políticas e que tanto incomodavam os bem-pensantes, com especial destaque para a esquerda reinante? Tais atitudes são demasiado suspeitas para não serem tidas em consideração. Uma hipótese que se pode perfeitamente levantar perante os 'apoios' notórios (e cínicos) que vai recebendo da parte da esquerda-esquerda e da radical, é a sua pretensa ambição política e se assim é está a enganar os milhões de franceses que nela acreditam e irão ficar defraudados e arrepender-se-ão amargamente de nela terem votado, mas será tarde demais e nada poderão fazer para anular o apoio prestado.

Esta senhora será mais uma política que para ganhar um lugar no palco maçónico-mundialista (e òbviamente um lugar sentado nas futuras reuniões secretas desta seita) acabou vendendo a alma ao Diabo e mais tarde ou mais cedo irá sofrer as consequências. Se de facto assim foi que lhe faça bom proveito.

Anónimo disse...

O comentário acima é meu, peço desculpa de por distracção não ter assinado.

Leia-se "... continuará a agravar-se".

E ".. a destruição sistemática das suas Nações soberanas".

Maria

Anónimo disse...

A judiaria tem queda para a rabetice.

Quando estavam na Península tinham fama de ser dados à coisa.

Controlam a indústria porno gay nas Américas.

Em Telavive o Estado financia a promoção do turismo gay.

Em Portugal a embaixada de Israel dava e talvez ainda dê dinheiro aos rosas.

A onda de promoção rabeta na MTV e em Hollywood terá mão pencuda? Suspeito que sim.

Não faltam escritores, músicos ou cientistas pencudos que são ou foram homos.

Será genético? Cultural?

Cheira-me que a recente agenda lgbt da ONU e dos EUA tem mão pencuda, ai se tem...

Anónimo disse...

Para os cavaleiros cristãos do Norte era o pecado mais imundo.

No Sul havia reis árabes com amantes homens e pencudos amantes da sodomia.

Era assim na Península na Idade Média.

Ainda hoje a Andaluzia é terra fértil em paneleiros. Ser de Cádis é sinónimo de ser maricas.

João José Horta Nobre disse...

"O que é engraçado é que o ápodo "anti-semita" parece já não bastar a estes assanhados militantes, pelo que surge reforçado dum novo labéu superlativo (nec plus ultra da classe): "Holocaust denial" (ou "negação do holocausto" - tipos que não acreditam na existência do tal holocoiso, uma espécie de ateísmo excepcionalmente mau e perverso, pois todo o ateísmo, fora este ""holocaust denial", como sabemos e não nos cansam de subministrar, é bom, fofinho e amigo do progresso e das ciências)."

Não sou a favor da perseguição de ninguém por negar o Holocausto, mas considero que é estúpido negá-lo, pois as evidências e provas do mesmo são demasiadas e demasiado fortes.

João José Horta Nobre disse...

"É evidente que um dos erros da Direita na Europa consistiu em deixar-se encerrar em ghettos ideológicos. Mas trocar o ghetto pela auto-mutilação não sei se constituirá grande conquista."

Não tem tanto a ver com "guetos ideológicos", mas mais a ver com o fscto de a extrema-direita hoje se dividir em nacionalistas e nazionaliztas.

Eu sou nacionalista assumido, não gosto, nem me dou com nazionaliztas, pelo simples motivo de que são idiotas e só servem é para dar má imagem a todos os nacionalistas de bem.

dragão disse...

http://dragoscopio.blogspot.pt/2006/06/o-turismo-ideolgico-rep-com-adenda.html

Anónimo disse...

"Não sou a favor da perseguição de ninguém por negar o Holocausto, mas considero que é estúpido negá-lo, pois as evidências e provas do mesmo são demasiadas e demasiado fortes"

O dito holocausto a ter existido tem a importância e é como outro massacre qualquer, nem mais nem menos.
Há vários problemas com o dito holocausto:
-Os métodos pretensamente usados em massa que só podem ser fantasia de gente doente. O que não quer dizer que não possam ter acontecido pontualmente.
-os números completamente falsificados multiplicando por 100 ou 1000 as situações ocorridas. Números que têm sido OFICIALMENTE diminuidos com o passar dos anos.
-o APROVEITAMENTO de uma canalha "profissional" para fazer chantagem sobre os outros. (A INDUSTRIA DO HOLOCAUSTO)

Muito mais do que no dito holocausto, há massacres dos bolchevistas (entre outros implementadores do - verdadeiro - comunismo), sr stalin entre eles (cujo regime bolchevista foi fundado pelas mesmas bestas que alegam ter sido holocaustizadas) que mataram e torturaram de loge e sistemáticamente muitíssimo mais gente. Mas esses não interessam pois são seres de 2ª e 3ª categorias.

Porque na verdade o holocausto a ter ocorrido algum, foi em duas cidades civis do japão, entre outras onde não terá sido tão grave.

O verdadeiro pode ainda vir aí.

JJB

Anónimo disse...

Quanto às evidências, são essencialmemte testemunhos. E daí pode-se não sendo ingénuos o suficiente, tirar as devidas elações.

Anónimo disse...

Quanto a nazionalistas e nacionalistas aplica-se o mesmo que entre sionistas e judeus em geral, com a diferença que os 2 últimos não são suficientemente ingénuos para se tentarem destruir uns aos outros.

Anónimo disse...

"-o APROVEITAMENTO de uma canalha "profissional" para fazer chantagem sobre os outros. (A INDUSTRIA DO HOLOCAUSTO)" (JJB)

Palavras genuínas, estas mesmas, também proferidas vezes sem conta em conferências e inúmeras entrevistas, pelo insuspeito judeu Norman Finklestein. Finkestein que escreveu um livro (creio chamar-se "O negócio do Holocausto", cito de memória) sobre este mesmo tema no qual denuncia frontalmente os biliões de biliões gananciosamente sacados aos alemães desde o fim da Guerra pelos seus compatriotas, gesto este que o envergonha enquanto judeu que também perdeu familiares próximos na dita Guerra, sem que tenha havido força suficiente de quem de direito para estancar esta escandalosa sangria anual de marcos com destino a Israel, trama fabricada maquiavèlicamente pelos do costume com o exclusivo fito de ir obtendo lucros fabulosos até à eternidade. Parece que recentemente o governo alemão terá finalmente dado pela trama engenhosa e tentou interromper o fluxo anual bilionário com um definitivo "parou a remessa), mas as pressões (e ameaças várias, que temem e horrorizam os políticos alemães) vindas de Israel persistem e são demasiadamente fortes para o governo alemão conseguir cessar a torrente de 'ouro líquido' que, com a sua inexplicável benevolência e ausência de vontade e fraqueza política, continua cair dos céus aos trambolhões, naquele país, para gáudio máximo dos judeus sionistas.
Maria

Anónimo disse...

Fartei-me de rir! Mais uma vez! Embora eu seja positiva por natureza, ainda assim que bem me faz rir com todas as piadas, algumas de antologia, que vou lendo tanto neste espaço como noutros em que sou leitora fiel, tais como o excelente Porta da Loja e o igualmente excelente Bic Laranja. Piadas carregadas de um humor absolutamente impagável da lavra de comentadores cuja imaginação não tem limites.

Quanto a este texto do meu/nosso admirado Dragão, é uma verdadeira delícia. Tanto no humor absolutamente excepcional como na inteligência descritiva... Isto apesar dos palavrões prá esquerda e prá direita:), por mim perfeitamente dispensáveis para quem transborda de talento tanto para a escrita humorística como para a séria. Mas isto sou eu que digo. Aliás já lho havia transmitido directamente vai para alguns anos:)
Maria
7:44 da tarde

Nota breve: Imagine Dragão que fui pespegar este meu comentário na caixa do texto cuja ligação deixou acima, nem reparando na data do mesmo - 2006! Claro que tal deve-se única e exclusivamente à minha distracção crónica:)