sábado, agosto 18, 2012

Os Protocolos dos Sábios de Teerão

Capa da revista porta-voz do neoconismo americano, em 20 de Agosto:




Postícula dum papagaio neoconinhas cá do burgo, em 17 de Agosto:




Ainda há bem pouco tempo, tive ocasião de aqui expor o poderio militar tremendo e a descomunalidade bélica dos iranianos. Portanto, nem sequer vou discutir a qualidade desta propaganda (dado que um quesito essencial para uma boa propaganda, como para qualquer obra de ficção, é a verosimilhança; ora, neste caso, tenta compensar-se a inverosimilhança grosseira com o despejo massivo permanente).  Não, remeto-me apenas a uma constatação simples: trata-se aqui do velho mito da "Conspiração Mundial", só que, doravante, de patas para o ar. A vítima de ontem, uma vez alforriada, investiu-se em  fogoso torcionário d'hoje. Porque, de facto, com todos e preceitos e conceitos, o que esta esta gentinha anda entretidíssima a escrever não pode ser descrito doutra forma senão como "Os Protocolos dos Sábios de Teerão".
Contra maníacos mixordeiros desta natureza há argumentos? Não; há camisa de forças. Que agora a clientela das alas furiosas dos manicómios se pavoneie em think-tanques e outras sargetas comunicantes, essa, já é uma  bizarria calamitosa  que o mundo, encharcado, padece e a razão debalde tentaria explicar.

2 comentários:

Anónimo disse...

A propaganda está cada vez mais rasca, mais feroz, porque os masters of the universe estão desesperados e pobres como Job, depois do estoiro colossal do seu maior casino na Rua de Muro. É a única justificação.

mujahedin مجاهدين disse...

tenta compensar-se a inverosimilhança grosseira com o despejo massivo permanente

Pois tenta. E funciona perfeitamente.
Desde quando é a propaganda desta origem é verosímil? Ou original...
Mas como eles controlam todas as torneiras, fazem chover quando querem...

Já se viu isto tudo faz alguns (muitos) anos...