terça-feira, maio 26, 2009

Cinefobia

«O cinema já é hoje a melhor imprensa universal que existiu. O cinema é jornal, ciência e folhetim. O teatro é Arte. E a arte é mais do que apenas o conhecimento da natureza, é também a imaginação humana, a imaginação dos humanos, os donos da Terra, como Prometeu, genial personagem de teatro, a criação mais heróica e a mais heróica posição do humano neste mundo!»

- Almada Negreiros, "O Cinema é uma coisa e o teatro é outra"

Sobre cinema, confesso, o meu pensamento não vai muito além duma frase com três palavrinhas apenas: Puta que pariu!
E eis que se me esgota quase todo o assunto.

Há, de resto, uma definição assassina do Frank Zappa acerca da imprensa pop - "tipos que não sabem escrever, a escreverem sobre tipos que não sabem tocar, para tipos que não sabem ler" - que (não direi que não sei bem porquê porque sei perfeitamente) me lembra muito o cinema e as suas hostes de zombis claustrofílicos. Os Python tinham até aquele sketch genial acerca de gajos que se reuniam em catacumbas transformados em ratos, para darem guinchinhos e comerem queijo, e ninguém me tira da cabeça que era uma metáfora ao cinema.
Do que dependesse de mim, vou mais longe e sou sincero: todo aquele que fosse apanhado numa sala de cinema seria de pronto, e após espancamento sumário, conduzido a um campo de concentração no Alentejo. Era a verem filmes e a lerem jornais. Tudo de charola! A ver se isto não clareava em três tempos.

PS: Aliás, isto deve ser a única coisa em que eu e aquele labrego do Timshel estamos de acordo.

PSS: Ao nível do cinefilia só vislumbro mesmo uma coisa: a pedofilia. É mesmo um facto histórico: todos os grandes pedófilos começam por ser grandes cinéfilos e vice-versa. Em resumo: nojento!

PSSS: Escusas de refilar, Zazie. Sabes perfeitamente que estou a transbordar de razão.

10 comentários:

zazie disse...

ahahahah

Alguma vez viste o Bresson?

É que ele era capaz de dizer o mesmo que tu mas por boas razões.

zazie disse...

Olha, mas vou confessar uma coisa: não suporto teatro.

timshel disse...

Cinema e teatro: puta que os pariu!

Anónimo disse...

o que a liberdade de expressão nos obriga a ler... LOL my god!!!

Anónimo disse...

OS ditos "cultos" a desdenhar eternamente do cinema...No entanto apreciam "artes" bem menores! E mais não digo. Leia nas entrelinhas , inteligente.

anonima/conhecida disse...

Esqueci-me de dizer que o comentário anterior é meu ou seja da: anónima/conhecida!ahahah

zazie disse...

Eu nunca percebi de que se fala quando se diz mal do cinema.

No caso do Almada ele preferia os Ballet Russes.

Será que o Dragão também prefere ballet a cinema?

":OP

Estava a brincar. Ou bem que a imaginação é livre e usa todos os meios que tem à mão, ou então morremos de tédio a ler a realidade nos jornais e a ir ao teatro ver gente a fazer fitas.

Teatro só muito bom e pode ser substituído por ópera (por exemplo). cinema- tem um leque mais alargagado- até pode ser policial de série B.

Se o problema é estar hora e meia às escuras, então não sei como se pode admitir a tv.

zazie disse...

Eu percebo o que o Céline queria dizer com isso.

Era outra coisa- ele falava da tristeza dos voyeurs.

Aí, de acordo. Mas cinema não se limita a ser peep show por fotograma.

Anónimo disse...

Petiscos crocantes com sabor de bacon na forma de flocos marrom-claros, retangulares, levemente encrespados, com três listras escuras para dar aparência de bacon, acondicionados para venda a retalho,compostos de farinha de trigo (cerca de 55%), pó de batata (cerca de 28%), fécula de batata (cerca de 10%), fécula de mandioca (cerca de 6%), sal, caroteno e aromatizante, fritos em óleo e prontos para o consumo são classificados no código SH190590.

http://aduanapt.blogspot.com/

http://thepiratebay.org/ disse...

http://thepiratebay.org/